0

Equipes da F1 produzirão respiradores para o Reino Unido

As sete equipes que possuem sede no Reino Unido firmaram um acordo com o governo britânico para produzir materiais de combate ao coronavírus

27 mar 2020
17h46
atualizado às 18h01
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Por meio de um comunicado em seu site oficial, a Fórmula 1 anunciou nesta sexta-feira que sete escuderias com sede na Inglaterra (Mercedes, Red Bull, McLaren, Racing Point, Renault, Haas e Williams) se unirão para criar o "Projeto Pitlane", uma iniciativa formada para combater o coronavírus no Reino Unido.

Foto: Fórmula 1/ Twitter
Foto: Fórmula 1/ Twitter
Foto: F1Mania

O projeto terá como responsabilidade fabricar e entregar respiradores para atender às necessidades nacionais, além de auxiliar em áreas como a engenharia reversa (para a produção de ventiladores), design e prototipagem rápida.

Escuderias vão ajudar o Reino Unido a combater o coronavírus

"Em cada instância, o Project Pitlane reunirá os recursos e as capacidades de suas equipes membros da melhor maneira possível, concentrando-se nas principais habilidades da indústria de F1: design rápido, fabricação de protótipos, teste e montagem qualificada. A capacidade única da F1 de responder rapidamente aos desafios tecnológicos e de engenharia permite que o grupo agregue valor à resposta mais ampla da indústria de engenharia", afirma o comunicado.

"O foco do Projeto Pitlane agora será coordenar e responder aos desafios claros que foram definidos. As sete equipes permanecem prontas para apoiar em outras áreas, que exigem respostas rápidas e inovadoras em tecnologia aos desafios únicos impostos pela pandemia da COVID-19", conclui.

Coronavírus antecipa volta de intercambistas ao Brasil

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade