PUBLICIDADE

Kanaan torce por mais ovais curtos na Indy e espera retornos de Iowa e Phoenix

Tony Kanaan espera que a Indy realmente tenha mais ovais no calendário, mas admite preferência pelo retorno dos curtos, em especial por Phoenix e Iowa

5 ago 2021 04h32
ver comentários
Publicidade
Kanaan adoraria ver mais ovais na Indy
Kanaan adoraria ver mais ovais na Indy
Foto: Indycar / Grande Prêmio

Uma das principais notícias envolvendo o calendário da Indy nas últimas semanas foi a de que a categoria trabalha para poder incluir mais ovais nos próximos anos. O cenário não poderia ser melhor para Tony Kanaan, que faz a segunda temporada consecutiva disputando apenas os ovais. Em 2021, são apenas três, com quatro corridas ao todo.

Assim, o GRANDE PRÊMIO conversou com o veterano piloto para entender, no meio de tantas opções, quais seriam as favoritas de Tony. O brasileiro, então, apontou os ovais curtos como a solução favorita, citando duas pistas que estavam na grade da Indy até recentemente.

"Entendo que o momento da pandemia reduziu o número de ovais no calendário da Indy para 2022, mas é necessário que voltem pelos menos uma ou duas pistas para que o balanço entre os tipos de circuito fique melhor. Tem muita pista boa que poderia voltar, mas ficaria feliz se colocassem mais uns ovais curtos como Iowa ou Phoenix no calendário", disse ao GP.

Tony Kanaan precisa de mais ovais no calendário para disputar mais corridas (Foto: IndyCar)

Kanaan também falou do próprio futuro. Em 2022, já se sabe que fará os ovais na Indy com a Ganassi, mas e de resto? Até aqui, nada definido com Stock Car, SRX ou o que mais vier.

"A Indy já estava fechada para dois anos, então lá não muda nada. A Stock Car ainda estamos em negociação para o ano que vem e na SRX já houve o convite para 2022, mas nem a própria categoria sabe ainda quantas corridas serão na nova temporada. Vejo que a SRX vai crescer bastante para 2022 e eles terão de se organizar antes de anunciar qualquer coisa", seguiu.

Em 2021, Tony tem dividido o carro com Jimmie Johnson, lenda da Nascar e que resolveu tentar a sorte na Indy, mas apenas nos circuitos mistos e de rua. O brasileiro defendeu o parceiro das críticas, exaltando o esforço do americano para pegar o jeito do carro e das pistas. E tratou de elogiar bastante a equipe, que vem tendo ótimos resultados no ano com Scott Dixon, Álex Palou e Marcus Ericsson.

"A Ganassi está em ótima fase. Os três pilotos que correm em tempo integral já venceram em 2021 e estão no top-5 do campeonato. Não dá para reclamar, né? O Jimmie [Johnson] sabia que a adaptação aos monopostos seria difícil, mas ele vem aprendendo e evoluindo. Acho que nunca vi um piloto com a dedicação e profissionalismo que o Jimmie apresenta na pista", completou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade