PUBLICIDADE

Harvey diz que "inveja" do ritmo da RLL na Indy ajudou em escolha para temporada 2022

Jack Harvey está de casa nova para a temporada 2022, agora na RLL. Após o anúncio, o britânico contou o que mais o atraiu na equipe que decidiu defender a a partir do próximo ano

12 out 2021 10h08
ver comentários
Publicidade
Jack Harvey é o novo piloto da RLL
Jack Harvey é o novo piloto da RLL
Foto: Divulgação/RLL / Grande Prêmio

Jack Harvey encerrou a temporada 2021 da Indy com a Meyer Shank Racing já sabendo que estava fora dos planos do time para o próximo ano. Na última semana, anunciou que vai correr em 2022 pela Rahal Letterman Lanigan Racing, com o carro #45.

Harvey estreou na Indy nas 500 Milhas de Indianápolis de 2017, pela antiga Michael Shank Racing, que viraria Meyer Shank em 2018. O piloto fez parte de toda a construção da equipe, desde ser um time de apenas algumas corridas por ano até participar de temporadas completas, em 2020 e 2021. No campeonato mais recente, Jack fechou na 13ª colocação na classificação, tendo os quartos lugares em St. Pete e Portland como seus melhores resultados.

Após cinco anos competindo pela Meyer Shank, a mudança representa um grande passo para Harvey na carreira e o piloto fez um análise sobre o que viu da RLL no último ano, comparando especialmente com a missão de evoluir praticamente sozinho o carro da MSR ao longo da temporada.

Jack Harvey estava na Meyer Shank (Foto: Indycar)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"Eu olho para nossa temporada e foi recheada de potencial. Muitos 'queremos, podemos e gostaríamos' ditos. Penso em cada final de semana e mentalizo as corridas, sempre parece que o ritmo de corrida do Graham [Rahal] era forte. Como time, eles [a RLL] sempre encontrou um jeito de colocar os pilotos na frente. Em algumas corridas, eu definitivamente senti inveja disso", pontuou Harvey.

"O que me levou ao time foi o fato de terem feito uma boa temporada, mas isso não foi suficiente. É como eu me sinto, na verdade. Estou pronto para ter um papel maior [na Indy]. Fiquei impressiondo com a ambição e os desejos da equipe", completou.

Em 2021, Harvey fechou o campeonato da Indy na 13ª posição, com 308 pontos. Apesar disso, a primeira e única vitória do time na categoria chegou nas mãos de Helio Castroneves, nas 500 Milhas de Indianápolis deste ano. Para 2022, a Meyer Shank vai seguir com o brasileiro, dessa vez ao lado de Simon Pagenaud, que saiu da Penske.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade