1 evento ao vivo

Toro Rosso acha que calendário 2020 pode forçar a equipe a repensar logística

17 fev 2019
14h32
  • separator
  • 0
  • comentários

A expansão do calendário da Fórmula 1 significa que as equipes podem em breve adotar uma política de rotatividade, acredita Graham Watson, gerente da equipe Toro Rosso.

Toro Rosso acha que calendário 2020 pode forçar a equipe a repensar logística
Toro Rosso acha que calendário 2020 pode forçar a equipe a repensar logística
Foto: Red Bull / F1Mania

O calendário da Fórmula 1 tem crescido constantemente, e esta temporada marca a terceira vez nos últimos quatro anos que o campeonato terá um calendário de 21 eventos.

Enquanto isso, o Vietnã se juntará à escalação a partir de 2020, enquanto os chefes da Fórmula 1, continuarão a explorar novos locais em potencial, com um Grande Prêmio de Miami frequentemente anunciado, enquanto tentam renovar contratos com os eventos atuais.

As equipes de Fórmula 1 geralmente mantêm uma equipe principal em cada Grande Prêmio, mas Watson acredita que essa abordagem precisará mudar no futuro, se o calendário continuar em expansão.

“Honestamente, acho que estamos quase lá”, disse ele sobre se as equipes precisam pensar em implementar um sistema de rotatividade.

"Já começamos um pouco de rotatividade com a maioria dos departamentos agora, para ajudar a sustentá-lo".

"No entanto, quando se trata da mecânica de corrida, é um pouco mais complicado".

"No próximo ano, 2020, estamos programados para ter uma nova corrida no Vietnã".

"Se isso elevar o total de corridas, para 22, acho que teremos que reconsiderar seriamente como operamos em termos de pessoal na pista".

“Parte do meu trabalho é manter a motivação alta, eu tento dar aos caras o máximo de tempo possível, mas como o calendário está tão ocupado, não é uma tarefa fácil.”

Watson também explicou que metade da equipe da Honda dentro da Toro Rosso de 2018, foi redistribuída para a Red Bull, que se une à Toro Rosso com o motor da marca japonesa, garantindo um sistema "perfeitamente justo" entre as respectivas equipes.

“Basicamente, mantemos 50% do pessoal da Honda que trabalhou conosco em 2018, e a Red Bull recebe os outros 50%”, disse ele.

"Então as duas equipes recebem metade do pessoal 2018 da Honda. Eu acho que é a melhor e mais justa abordagem".

"Dado que temos novas pessoas a bordo, precisamos fazer o melhor para integrá-las na equipe, e encontrar as melhores práticas para trabalhar de forma eficiente umas com as outras".

“Se o passado nos ensinou alguma coisa, este deve ser um processo simples, e ao final do primeiro teste, todos estarão familiarizados uns com os outros", finalizou.

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – ePRIX DA CIDADE DO MÉXICO | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 4ª etapa

F1 2019 | Ferrari apresenta SF90 vermelha e preta fosco:

F1 2019 | MCLAREN apresenta o MCL34:

F1 2019 | Racing Point apresenta seu carro para a Fórmula 1:

F1 2019 | Red Bull apresenta RB15 ‘roxo, preto e vermelho’:

F1 2019 | Mercedes apresenta nova pintura para o W10:

F1 2019 | Renault apresenta o R.S.19:

“F1 2019 | Toro Rosso apresenta o STR14":

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS:


F1Mania
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade