0
Logo do Atlético-PR
Foto: terra

Atlético-PR

Atlético-PR

Corinthians cede empate ao Atlético e pode "queimar gordura"

Léo Pinheiro/Código 19 / Gazeta Press
15 jul 2017
21h00
atualizado em 16/7/2017 às 17h34
  • separator
  • comentários

O Corinthians esteve próximo de fazer a sua parte na 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. No único jogo realizado neste sábado, o líder contou com dois gols do centroavante Jô para virar a partida diante do Atlético-PR, que havia aberto o placar com o lateral direito Jonathan, mas vacilou no final. O meio-campista Otávio decretou o empate por 2 a 2 em Itaquera.

O resultado levou o Corinthians aos 36 pontos ganhos, podendo encurtar a sua boa vantagem na ponta da tabela de classificação. O segundo colocado é o Grêmio, que soma 25 e enfrentará a Ponte Preta no domingo, em Porto Alegre. Já o Atlético-PR, que não vence há seis jogos e agora está sob o comando de Fabiano Soares, totaliza 16 e tenta se distanciar de quem luta contra o rebaixamento.

Corinthians e Atlético-PR entrarão novamente em ação no meio de semana. Enquanto a equipe paulista jogará contra o Avaí na quarta-feira, na Ressacada, a paranaense retornará à Arena da Baixada para receber o Botafogo no dia seguinte.

Foto: Alê Frata/Código 19 / Gazeta Press

O jogo - Atuando em casa, contra um adversário que atravessa mau momento, o Corinthians se viu obrigado a tomar a iniciativa de atacar. Rodou a bola de um lado a outro do gramado, à procura de espaços, e chutou impacientemente de média e longa distância quando não teve criatividade suficiente para envolver o Atlético-PR.

Para dificultar ainda mais o trabalho ofensivo do Corinthians, os seus jogadores de frente pareciam desconcentrados, errando muitos passes. Pela esquerda, Moisés (ocupou a vaga do suspenso Guilherme Arana) não chegava a ser o contestado lateral de outros jogos do ano, mas Romero, empolgado pela grande fase, arriscava até dribles de efeito. Na direita, Marquinhos Gabriel (herdou o posto de Rodriguinho) não tinha o habitual entrosamento de Jadson com Fagner.

Foto: Marcello Zambrana/Agif / Gazeta Press

Cauteloso, o Atlético-PR só se soltava nos contra-ataques, principalmente com Douglas Coutinho, que tentava mostrar habilidade pela esquerda. Foi do outro lado do campo, contudo, que os visitantes surpreenderam. Aos 37 minutos, Jonathan dominou a bola e desvencilhou-se de Moisés, Maycon, Gabriel e Pedro Henrique antes de finalizar cruzado e anotar um golaço.

A torcida do Corinthians, até então tranquila, como se imaginasse que o líder do Campeonato Brasileiro marcaria um gol a qualquer momento, exaltou-se após o gol do Atlético-PR. O time também passou a demonstrar mais disposição. Aos 41 minutos, ficou perto de empatar o jogo - Maycon saiu na frente de Weverton após assistência de Jô, da entrada da área, e bateu por baixo do goleiro, mas a defesa adversária apareceu para cortar para escanteio.

Três minutos mais tarde, a bola entrou. Depois de troca de passes, Moisés cruzou à meia altura da esquerda e Jô se esticou do lado direito da pequena área para completar para a rede. O placar estava igualado novamente antes mesmo do intervalo, para vibração do público corintiano e de Fábio Carille à beira do campo.

Foto: Alê Frata/Código 19 / Gazeta Press

Para o segundo tempo, o técnico cobrou que o Corinthians permanecesse no campo de ataque, agora mais atento. A equipe correspondeu. Logo aos cinco minutos, Maycon avançou bem pelo lado esquerdo da área, ergueu a cabeça e encontrou Jô livre de marcação no meio. O centroavante teve tempo e calma para escolher o canto ao concluir para o gol.

Com o Atlético-PR em desvantagem no marcador, o técnico Fabiano Soares foi forçado a mudar o seu time. Tentou reverter o panorama da partida com a entrada de Nikão na vaga de Cascardo. Era o Corinthians, porém, que continuava a empolgar. Aos 15, Fagner fez uma bela tabela com Jô antes de entrar na área e soltar o pé. A bola subiu demais.

A torcida corintiana queria mais. "Pedrinho! Pedrinho! Pedrinho!", começou a pedir boa parte do público presente em Itaquera. Fábio Carille atendeu. Aos 29 minutos, pouco depois de Eduardo da Silva substituir Lucho González no Atlético-PR, Pedrinho ocupou a vaga do aplaudido Marquinhos Gabriel no Corinthians.

Foto: Marcello Zambrana/Agif / Gazeta Press

Mas a partida não estava decidida, como os dribles de Romero e a festa nas arquibancadas davam a entender. Aos 36 minutos, Otávio chutou de fora da área de maneira despretensiosa, e Balbuena desviou a bola no meio do caminho. Foi o bastante para tirar Cássio da jogada: 2 a 2.

O Corinthians, então, precisou correr ao ataque outra vez. Jô quase voltou a fazer a diferença aos 40 minutos, quando partiu em velocidade pelo meio e finalizou duas vezes diante de Weverton. Na segunda tentativa, a bola passou caprichosamente diante da meta.

Carille decidiu colaborar com a pressão corintiana com a troca de Romero por Clayson. A torcida, com cantoria. Dentro de campo, porém, o líder do Campeonato Brasileiro não teve forças para ir além do empate em sua 28ª partida da série invicta na temporada.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 2 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)

Data: 15 de julho de 2017, sábado

Horário: 19 horas (de Brasília)

Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-SC)

Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)

Público: 41.201 pagantes (total de 41.458)

Renda: R$ 2.403.003,90

Cartões amarelos: não houve

Gols: CORINTHIANS: Jô, aos 44 minutos do primeiro tempo e aos 5 minutos do segundo tempo; ATLÉTICO-PR: Jonathan, aos 37 minutos do primeiro tempo, e Otávio, aos 36 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Moisés; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel (Pedrinho), Jadson e Romero (Clayson); Jô

Técnico: Fábio Carille

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique, Cascardo (Nikão) e Lucho González (Eduardo da Silva); Douglas Coutinho e Pablo

Técnico: Fabiano Soares

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade