PUBLICIDADE
Logo do Corinthians

Corinthians

Favoritar Time

Cássio pode parar na reserva do Corinthians na próxima partida após desabafo em derrota; diretoria planeja conversa com o goleiro

Após a derrota do Corinthians para o Argentinos Juniors pela Copa Sul-Americana, Cássio deu declarações fortes ainda em campo sobre sua situação no clube.

24 abr 2024 - 23h28
(atualizado às 23h34)
Compartilhar
Exibir comentários
Cássio pode parar na reserva do Corinthians na próxima partida após desabafo em derrota no meio de semana; diretoria planeja conversa com o goleiro.
Cássio pode parar na reserva do Corinthians na próxima partida após desabafo em derrota no meio de semana; diretoria planeja conversa com o goleiro.
Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians. / Esporte News Mundo

Após a derrota do Corinthians para o Argentinos Juniors pela Copa Sul-Americana, Cássio deu declarações fortes ainda em campo sobre sua situação no clube.

O Corinthians planeja se reunir com o capitão até quinta-feira para entender o tamanho do incômodo relacionado às críticas ao mau momento do Timão.

Diante do desabafo na Argentina, Cássio pode ser preservado para o duelo de domingo, às 16h (de Brasília), contra o Fluminense, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão.

Neste caso, Carlos Miguel assumiria a posição no gol neste fim de semana. Tal mudança, contudo, dependerá da conversa entre o camisa 12 e a comissão técnica nos próximos dias, mas a tendência é que Cássio fique fora dos titulares no domingo.

O desabafo de Cássio ocorre diante da pior sequência de jogos do Corinthians sob o comando de António Oliveira. São quatro jogos sem fazer gols e sem vencer na temporada.

Neste período, o goleiro admitiu ter cometido falhas diante de Juventude e Argentinos Juniors. Porém, desabafou com o tom das críticas recebidas nos últimos dias e não descartou ir embora.

- Quando começou o ano, sabia que seria assim, a conta iria sempre sobrar para mim. Se eu tomo gol de pênalti hoje, a falha é minha. Estou indo até em psicólogo, psiquiatra, está f… Difícil, difícil, tenho apanhado que nem um cachorro - declarou ao "SBT".

Perder a posição neste momento seria uma maneira de retirar o foco da crise sobre o goleiro que soma mais de 700 jogos e é um dos nomes mais importantes da história do clube. Cássio soma nove títulos com a camisa do Timão.

O goleiro possui contrato até o fim da temporada e ainda não avançou na conversa para uma possível renovação.

+ Para saber mais sobre o Corinthians, siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitter, e Facebook

Além da conversa com António Oliveira e comissão, Cássio também receberá apoio da cúpula corintiana, como assegurou Fabinho Soldado.

- É entender que ele é o Cássio. Conversamos alguma coisa aqui (Argentina) com ele, mas é entender primeiro o ser humano, que é um desabafo importante, sério, por trás do atleta, por trás desse grande ídolo que é o Cássio, existe um ser humano e temos que tratar esse caso com muita atenção - disse o diretor executivo.

- É entender o momento que ele se encontra para que a gente consiga ajudá-lo para que ele continue nos ajudando. Mas agora o foco é realmente entender esse momento que ele atravessa através de profissionais, através de uma conversa com o Cássio, para que a gente consiga fazer a ação certa com ele - acrescentou.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade