PUBLICIDADE

Em inauguração, Arena das Dunas tem "jogo de Série B no Camp Nou"

27 jan 2014 08h59
| atualizado em 4/12/2014 às 10h39
ver comentários
Publicidade

De um lado não era uma seleção do Uruguai, e sim o mandante América-RN, com torcida local que lotou seu setor. Do outro lado também não era uma seleção da Itália, mas sim o Confiança-SE, que tinha na torcida do rival americano ABC o apoio necessário.

O cenário visto na tarde do último domingo, durante a primeira partida oficial da moderna arena, não era idêntico a de um jogo da Copa do Mundo. Mas a Arena Dunas, na quente e arejada Natal, já começou a se ambientar com a competição.

O espetáculo em campo não foi o mesmo que Uruguai x Itália mostrarão no dia 24 de junho, mas a partida teve seus (muitos) atrativos. Antes do jogo, um torcedor do América-RN comentava em voz alta ao chegar à arena: "hoje vamos ver uma partida de nível Série B no Camp Nou". Depois da partida, provavelmente muitos diriam: "que sorte deste novo Camp Nou".

Não dava para exigir que América-RN e Confiança-SE fizessem uma partida de nível técnico das seleções sul-americana e europeia. Contudo, ao elogiar o gramado da Arena Corinthians em 2013, o ex-atacante Bebeto brincou que era muito difícil errar passe em campos como aquele. No impecável gramado da Arena das Dunas, o campeão mundial veria que estava certo.

Não é um menosprezo aos atletas que atuam pela Copa do Nordeste ou em qualquer outra competição do Brasil. Nada impede que um dia eles cheguem ao nível de um Cavani ou Pirlo, mas no momento fica impossível comparaçoes neste sentido.

Em um aspecto, os jogadores que estiveram em campo no último domingo talvez superem os milionários colegas de profissão: a vontade. No zerado primeiro tempo, por sinal, a gana superou em muito a tática e a técnica, culminando em sonoros "ahhh", aumentados pela poderosa acústica da arena, de lamentações dos torcedores. 

América de Natal derrotou o Confiança por 2 a 0 no primeiro jogo da Arena das Dunas
América de Natal derrotou o Confiança por 2 a 0 no primeiro jogo da Arena das Dunas
Foto: Frankie Marcone / Futura Press

Mais sonoros ainda foram os cantos das fanáticas torcidas no segundo tempo. Com a chegada dos torcedores do ABC para a segunda partida do dia -contra o Alecrim, pelo Campeonato Potiguar -, a rivalidade foi à flor da pele e os gritos cresceram. Apenas um fato poderia superar todos os anteriores em som: o primeiro gol da Arena, que saiu aos 26min do segundo tempo. 

O zagueiro Adalberto, do América-RN, até lembra Diego Lugano em algumas coisas. Na defesa, o camisa 2 joga com postura semelhante de xerifão e soube usar a cabeça. Saiu dela o gol que será registrado nos próximos livros da história do futebol potiguar. 

Ainda houve tempo para um segundo gol, do atacante alvirrubro Adriano Pardal. Nem é necessário dizer que Pardal não voa tão alto quanto Luis Suárez, por exemplo. No entanto, a vibração dos torcedores locais com a garantia da vitória no último minuto foi igual ou superior à dos uruguaios com a bola tirada com a mão por Suárez também no último lance das quartas de final da Copa de 2010, contra Gana.

*O repórter viajou a convite das OAS Arenas

Arena das Dunas é inaugurada e está pronta para Copa; veja:

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade