0

Wall St fecha em baixa com Fed sinalizando corte menor nos juros

19 jul 2019
17h26
atualizado às 18h13
  • separator
  • 0
  • comentários

Os principais índices de ações em Wall Street fecharam em queda nesta sexta-feira, após notícia de que o Federal Reserve pretende reduzir as taxas de juros em apenas 0,25 ponto percentual no fim do mês.

Operadores na Bolsa de Valores de Nova York 
16/07/2019
REUTERS/Brendan McDermid
Operadores na Bolsa de Valores de Nova York 16/07/2019 REUTERS/Brendan McDermid
Foto: Reuters

O S&P 500 devolveu ganhos marginais registrados mais cedo após reportagem do Wall Street Journal sobre os planos do Fed.

De acordo com a matéria, embora o banco central dos Estados Unidos não esteja preparado para fazer um corte maior, de 0,5 ponto percentual, ele poderá fazer novos cortes nas taxas no futuro, dadas as preocupações com um declínio no crescimento econômico global e a incerteza sobre o comércio.

Na quinta-feira, as ações haviam subido após comentários do presidente do Fed de Nova York, John Williams, terem aumentado as esperanças de um corte maior nos juros.

Mais tarde na véspera, contudo, um representante do Fed de Nova York disse que os comentários de Williams não tinham tido a intenção de sinalizar quaisquer indícios sobre as próximas ações do Fed.

"Parece que o Fed comunicou sua mensagem", disse Bucky Hellwig, vice-presidente sênior do BB&T Wealth Management. "Eles estão basicamente tentando esclarecer sua política."

O Dow Jones Industrial caiu 0,25%, para 27.154,61 pontos. O S&P 500 perdeu 0,62%, para 2.976,61 pontos. E o Nasdaq Composto cedeu 0,74%, para 8.146,49 pontos.

Na semana, o Dow teve um recuo de 0,64%, o S&P caiu 1,23% e o Nasdaq perdeu 1,19%.

Mais cedo nesta sexta-feira, as ações dos EUA estavam subindo em meio a fortes resultados da Microsoft, que momentaneamente embalaram os papéis de tecnologia. As ações da Microsoft terminaram a sessão marginalmente em alta, com avanço de 0,1%, mas o índice de tecnologia do S&P 500 caiu 0,55%.

Os resultados do segundo trimestre das empresas do S&P 500 devem subir 1%, de acordo com projeções do IBES da Refinitiv, em uma reversão das expectativas anteriores que apontavam pequena queda.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade