0

Leia discursos em público sem perder a atenção do público

Ler discursos em público não é tão simples como algumas pessoas imaginam, afinal, não se trata de apenas repetir o que está escrito.

29 jul 2019
08h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Olá, Speaker! Tudo bem?

Ler discursos em público não é tão simples como algumas pessoas imaginam, afinal, não se trata de apenas repetir o que está escrito, mas conhecer esse conteúdo com antecedência e saber interpretá-lo da melhor maneira.

Um dos grandes motivos que fazem com que ler uma fala tenha especificidades é o fato de que reter a atenção da audiência é mais difícil em situações de fala desse tipo. Por quê? Sem ler, o comunicador acaba agindo de maneira mais natural e dinâmica, o que é mais convidativo para o público.

No entanto, vencer esse desafio é possível, desde que tenhamos atenção para alguns cuidados na hora de ler discursos ou conteúdos similares para o público. Neste artigo, falarei sobre esses cuidados e técnicas. Confira!

Foto: Shutterstock

Quando é recomendável ler uma fala?

Se você fizer uma rápida busca em páginas confiáveis sobre oratória, verá, certamente, que não são raras as vezes em que aparece a frase “evite ler a sua fala”. Ainda assim, existem situações nas quais ler o conteúdo acaba sendo o mais prudente, a destacar:

- pronunciamentos oficiais

- textos muito técnicos

- conteúdos com muitos dados numéricos ou afins

- para fazer uma citação literal

- em pronunciamentos assinados por outra pessoa

- discursos oficiais e em formaturas

Como podemos ver, sempre que existe a necessidade de falar sobre algo citando literalmente um terceiro ou dados técnicos, optar pela leitura acaba sendo preferível. Nesses casos, o cuidado para não perder a atenção do público deve ser uma preocupação constante. Vejamos, a seguir, algumas técnicas para ler um discurso ou pronunciamento de forma interessante e dinâmica.

Leia e pratique o conteúdo com antecedência

Assim como acontece em outros tipos de situações de exposição de fala, se familiarizar com o conteúdo da sua fala é muito importante. Se o texto/discurso a ser lido é de sua autoria, aproveite essas etapas prévias para fazer ajustes, rever palavras repetidas em excesso e cortar as chamadas cacofonias, ou seja, palavras e expressões que, juntas, têm sons ambíguos (“ela tinha” = latinha, por exemplo).

Caso o texto não seja seu, se familiarize com pronúncias que ainda não conhece e procure ler dados de forma clara, evitando, assim, que sejam transmitidas informações incorretas.

Saiba onde posicionar o papel de apoio

Um erro bastante comum na hora de ler um discurso ou pronunciamento é posicionar mal o papel. Manter o papel de leitura muito próximo dos olhos e tapando o rosto prejudica que a audiência veja as suas expressões faciais e, nos momentos de pausa, possa também fazer contato visual com você. Por outro lado, deixar o papel muito longe acaba forçando-o a manter a cabeça baixa para conseguir ler o que está escrito, o que também não é o ideal. 

Dessa forma, a fim de não prejudicar a sua leitura, nem outros aspectos importantes para a comunicação com o público, encontre uma posição confortável para o papel de apoio, numa altura intermediária em relação à sua cintura e queixo.

Encontre um ritmo de fala confortável

Quando falamos sem recorrer à leitura, temos mais chances de adotarmos o nosso ritmo natural de fala, ainda que, devido ao nervosismo ou a ansiedade, essa possa ser uma dificuldade. Ainda assim, na leitura em voz alta, há riscos maiores de acelerarmos ou pausarmos nossa fala em excesso, prejudicando a nossa performance e, até mesmo, o entendimento do público.

Uma boa técnica para saber se o seu ritmo de leitura em voz alta é apropriado é gravar a sua fala e escutá-la, identificando, assim, se é preciso falar mais rápido ou de forma mais lenta.

Procure fazer contato visual com o público

Utilizar os silêncios – ou as pausas ativas – é importante em qualquer situação de exposição de fala, afinal, esse hábito cumpre diversas funções, como, por exemplo, para indicar uma mudança de tópico.

Em situações nas quais o conteúdo será lido, as pausas cumprem um papel ainda mais destacado: dar o espaço necessário para que o comunicador faça contato visual com o seu público. O contato visual é parte importantíssima da comunicação e é um diferencial em apresentações ou discursos.

 

Este artigo foi útil? Compartilhe com seus amigos! Para tirar dúvidas sobre comunicação e oratória, entre em contato com a The Speaker!

 

Fonte:

https://www.thespeaker.com.br/pronunciamento-discurso-publico/

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
The Speaker
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade