0

Varejista francês Carrefour eleva meta de corte de custos

28 fev 2019
13h21
  • separator
  • 0
  • comentários

O grupo francês Carrefour elevou sua meta de corte de custos e anunciou que aumentará os planos de reduzir o número de hipermercados, depois que o maior varejista da Europa cortou 1,05 bilhão de euros em despesas em 2018 e entregou um fluxo de caixa livre mais alto.

05/02/2018
REUTERS/Regis Duvignau - RC1F779C7640
05/02/2018 REUTERS/Regis Duvignau - RC1F779C7640
Foto: Reuters

A companhia registrou queda de 3,4 por cento no lucro operacional de 2018, refletindo a fraqueza em seu mercado doméstico, o que compensou um desempenho melhor no Brasil, seu segundo maior mercado atrás da França.

"A economia de custos está progredindo bem, mas não o suficiente para revigorar (os negócios da empresa) na França ainda", disse Bruno Monteyne, analista da corretora Bernstein.

O Carrefour lançou há um ano um plano de cinco anos para cortar custos, impulsionar o investimento em comércio eletrônico e buscar uma parceria na China com a gigante de tecnologia Tencent.

A empresa mira aumentar os lucros e vendas, bem como enfrentar a crescente concorrência de gigante norte-americana do varejo online Amazon.

"Para o Carrefour, 2019 será um ano em que vamos aprofundar as iniciativas do plano de 2022, para melhor servir os nossos clientes ... Nossos resultados encorajadores agora permitem-nos rever para cima diversos objetivos para 2022", disse o presidente-executivo Alexandre Bompard.

O Carrefour manteve seu dividendo anual inalterado em 0,46 euro por ação e disse que agora estima uma economia de 2,8 bilhões de euros até 2020, em vez dos 2 bilhões anteriormente visados.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade