PUBLICIDADE

Tecnologia: 5 dicas para tornar seu filho um cidadão digital

Confira as dicas de quem acompanhou a evolução da internet a partir das salas de aula desde os anos 1980.

10 mai 2022 02h00
ver comentários
Publicidade
Foto: Adobe Stock

Que as crianças de hoje já nascem sabendo mexer em telas touch screen, localizar vídeos dos personagens favoritos e até ligar para os avós usando aplicativos de mensagem, não é novidade. Entretanto, será que eles nascem prontos para encarar os desafios de lidar com as ameaças do ambiente digital? E os pais? Estão prontos para educar seus pequenos nesta nova dimensão social?

Para responder a estas perguntas e dar dicas de cidadania digital, conversamos com a professora do Ensino Fundamental do colégio Anglo Morumbi, Claudia Fernandes Miguel. Com quase 40 anos de experiência lidando com crianças e informática educacional, a principal dica da educadora é: não adianta fugir! As crianças são nativas digitais e, diferente da maioria dos adultos, não têm medo da internet.

Claudia se recorda de um episódio do início dos anos 2000, quando a internet era uma novidade para toda a sociedade e não havia educação digital. “Na época, muitos adolescentes privaram-se da própria identidade para assumir uma identidade emocional imaginária ― com roupas da moda e um status inexistente. Alguns adolescentes chegaram a usar fraldas para não sair da frente do computador e, consequentemente, de seu mundo imaginário.” 

A consequência foi o aparecimento de adultos com fragilidades emocionais e uma alta nos casos de depressão profunda. Hoje, as principais preocupações estão relacionadas a exposição nas redes sociais, vazamento de dados, abordagem de adultos aos pequenos e o bullying virtual. 

Confira as dicas de quem acompanhou a evolução da internet a partir das salas de aula desde os anos 1980:

1. Presença dos pais: fique junto do seu filho quando ele usar a internet. Acompanhe a navegação dele, supervisione os sites que ele acessa e converse sobre suas escolhas para conscientizá-lo sobre o que é oportuno ou não neste ambiente;

2. Disciplina: estabeleça dias, horários e regras para o uso da internet pelas crianças. O mundo real, com relações interpessoais e sol ao ar livre, ainda são prioridade no desenvolvimento social dos indivíduos;

3. Consciência: o mundo digital é o presente e o futuro, não existe caminho para poupar as crianças disso. Tome as decisões com cuidado e consciente das consequências, assim como faz no mundo real, e oriente seu filho a partir destes valores;

4. Dê o exemplo: o Facebook, por exemplo, proíbe usuários menores de 13 anos. Quando os pais permitem que o filho burle as regras para ter um perfil na rede social, está ensinando que a criança não precisa respeitar regras. O comportamento digital do adulto molda o comportamento da criança;

5. Terra com lei: explique para seu filho que, por mais que ele possa customizar um avatar em um jogo ou criar um nome falso em uma rede social, existem leis para regular este ambiente e para garantir seus direitos em casos de assédio ou bullying.

(*) HOMEWORK inspira profissionais e empreendedores a trabalhar de um jeito mais inteligente, saudável, transformador. Nosso conteúdo impacta mais de 1 milhão de usuários únicos, todo mês. É publicado no Terra e compartilhado via redes sociais, WhatsApp e newsletter. Entre pra comunidade HOMEWORK!

Homework Homework
Publicidade
Publicidade