PUBLICIDADE

Sua pressa pode ser a causa de tantos acidentes entre entregadores

A alarmante realidade dos acidentes de moto no brasil: um desafio urgente

22 abr 2024 - 06h35
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Motociclistas são as principais vítimas de acidentes fatais no trânsito brasileiro, gerando um custo anual de R$ 50 bilhões. Para mudar essa realidade, empresas, governo, motociclistas e consumidores devem agir juntos, para melhorar as condições de trabalho, a fiscalização e a conscientização.
Sua pressa pode ser a causa de tantos acidentes entre entregadores:

É verdade que, nos últimos três anos, os motociclistas se tornaram a principal causa de indenizações para famílias de vítimas fatais em acidentes de trânsito no Brasil, representando 50% do total. Essa estatística chocante é acompanhada por outros dados preocupantes:

• 1 em cada 4 motociclistas já se envolveu em um acidente de trânsito, revelando a alta vulnerabilidade dessa classe de usuários nas vias brasileiras.

• O alto índice de acidentes gera um custo anual de R$ 50 bilhões para a sociedade, impactando não apenas as vítimas e seus familiares, mas também o sistema de saúde, a economia e a qualidade de vida da população em geral.

A pressa do consumidor por entregas rápidas, sem dúvida, contribui para o aumento dos acidentes de moto. Motociclistas que trabalham como entregadores, muitas vezes pressionados por prazos apertados e pela necessidade de atender diversas entregas em um curto período de tempo, acabam se expondo a riscos maiores no trânsito.

Para mudar essa realidade e garantir a segurança dos motociclistas e de todos os usuários das vias, é necessário um esforço conjunto de diferentes setores da sociedade:

Empresas e plataformas de entrega

Revisão das políticas de entrega: Estabelecer prazos realistas e adequados para as entregas, evitando a pressão excessiva sobre os motociclistas.

Treinamentos e capacitação: Oferecer treinamentos periódicos e de qualidade aos entregadores, focando em direção defensiva, segurança no trânsito e primeiros socorros.

Melhorias nas condições de trabalho: Garantir condições de trabalho dignas aos entregadores, incluindo remuneração justa, jornada de trabalho adequada e equipamentos de segurança de qualidade.

Governo

Investimentos em infraestrutura: Melhorar a sinalização, pavimentação e iluminação das vias, especialmente em áreas com alto fluxo de motociclistas.

Fiscalização rigorosa: Intensificar a fiscalização do trânsito, punindo com rigor infrações como excesso de velocidade, direção perigosa e falta de equipamentos de segurança.

Campanhas de conscientização: Realizar campanhas educativas que conscientizem motociclistas, motoristas e pedestres sobre os riscos do trânsito e a importância do respeito às leis de trânsito.

Motociclistas

Uso de equipamentos de segurança: Sempre utilizar capacete, jaqueta, luvas e calças adequadas para a pilotagem da motocicleta.

Direção defensiva: Adotar uma postura defensiva no trânsito, evitando comportamentos de risco como ultrapassagens perigosas, alta velocidade e dirigir sob influência de álcool ou drogas.

Respeito às leis de trânsito: Obedecer às leis de trânsito, incluindo sinais de trânsito, limites de velocidade e sinalização.

Consumidores

Consciência nas compras online: Evitar exigir prazos de entrega irreais ao realizar compras online, compreendendo que a segurança dos entregadores deve ser priorizada.

Valorização do trabalho digno: Reconhecer e valorizar o trabalho dos entregadores, evitando cancelamentos frequentes de pedidos e recompensando-os por um bom serviço.

A mudança nesse cenário exige um compromisso coletivo de todos os envolvidos. Empresas, governos, motociclistas, consumidores e a sociedade em geral precisam trabalhar juntos para criar um ambiente mais seguro nas vias brasileiras, onde a vida e a segurança de todos sejam priorizadas.

Lembre-se: A pressa por alguns minutos não vale a pena se colocar em risco ou tirar a vida de alguém. A segurança no trânsito é um dever de todos!

Assista ao vídeo com o comentário da CEO da Plataforma Nobis, Claudia Coser, que traz algumas dicas e números que demonstram o quando a pressa é uma das causas de acidentes entre motociclistas que trabalham com entregas. 

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade