0

Shonda Rhimes vai da TV para os podcasts

Roteirista vai emprestar seus talentos para histórias contadas em áudio, por meio de um contrato assinado com a iHeartRadio.

21 out 2019
05h11
  • separator
  • 0
  • comentários

A roteirista Shonda Rhimes, a mente por trás de séries como Grey's Anatomy e dona de um acordo milionário com a Netlflix, vai emprestar seus talentos para histórias contadas em áudio, por meio de um contrato assinado com a empresa iHeartRadio.

A produtora de Shonda, a Shondaland, anunciou uma parceria de três anos com a iHeart na semana passada. O acordo prevê a produção de mais de dez podcasts originais para a plataforma.

Além de ter criado Grey's Anatomy, sucesso global desde 2005, Shonda também produziu atrações como Scandal e How to Get Away with Murder. No momento, a roteirista e produtora estaria desenvolvendo oito séries para a Netflix.

A primeira a ser produzida pelo serviço de streaming será Bridgerton, trama ambientada em Londres e baseada nos romances de Julia Quinn. Com participação de Julie Andrews (A Noviça Rebelde), a atração deve estrear na Netflix em 2020.

Shonda não é exatamente novata em podcasts. No ano passado, sua empresa criou Katie's Crib, um podcast semanal apresentado pela atriz Katie Lowes (Scandal). Essa atração vai migrar para a plataforma iHeartRadio. Já se sabe que outros dois podcasts estão em produção: um sobre uma primeira-dama americana e outro com a comediante Ali Wentworth.

Indústria

A "febre" dos podcasts continua a toda velocidade: nos Estados Unidos, cerca de um terço de toda a população com 12 anos ou mais - ou cerca de 90 milhões de pessoas - ouvem um podcast pelo menos uma vez ao mês. Trata-se de um crescimento de 21% em três anos, de acordo com uma pesquisa da Edison Research.

O principal estúdio de podcasts é a NPR, a rádio pública americana, que concentrou 151 milhões de downloads no mês passado, de acordo com o ranking da Podtrack. A iHeartRadio está em segundo lugar, com 147 milhões de ouvintes. O principal podcast individual é o The Daily, do The New York Times.

Segundo uma pesquisa da consultoria PwC, os espaços comerciais em podcasts de grande audiência são reservados com meses de antecedência. A indústria de podcasts arrecadou US$ 479,1 milhões em 2018.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade