PUBLICIDADE

Quase 2 mil usinas aderem à MP que estende benefícios às fontes renováveis, diz Aneel

24 jun 2024 - 13h09
Compartilhar
Exibir comentários

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) afirmou nesta segunda-feira que recebeu pedidos de 1.983 usinas para se enquadrar na medida provisória 1212/2024, que estendeu benefícios às fontes de geração renovável.

Os empreendimentos, que somam 85,38 gigawatts (GW) de potência, entre solares, eólica, pequenas centrais hidrelétricas e térmicas a biomassa, já possuem outorgas ou estão em processo de obtenção junto à agência reguladora.

Com a adesão à MP 1212, essas usinas terão mais 36 meses de prazo para iniciar operação comercial de todas as suas unidades geradoras, e com isso fazer jus aos descontos de até 50% nas tarifas de uso dos sistema de transmissão e distribuição (Tust/Tusd). 

Do total registrado pela Aneel, a maioria dos requerimentos são de usinas solares, com 65,7 GW de potência, seguido por eólicas (19 GW). Há ainda mais doze térmicas e duas PHCs, que juntas somam 654 MW.

A MP exige dos interessados a assinatura de um termo de adesão, o aporte de garantia de fiel cumprimento de 5% do valor estimado do empreendimento e que as obras sejam iniciadas em até 18 meses, contados da data de emissão da MP.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade