PUBLICIDADE

Por qualidade de vida, pessoas adotam ‘demissão silenciosa’

Especialista em carreira traz 5 reflexões sobre esse novo movimento chamado Quiet Quitting

27 set 2022 - 03h00
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Zoonar

Um termo que está em alta no TikTok tem repercutido muito na mídia, o quiet quitting (demissão silenciosa). Esse é um novo movimento que surge no mundo corporativo. O objetivo principal é evitar o Burnout ao trabalhar mais horas do que o necessário e fazer mais do que foi contratado para executar, sem ser remunerado por isso. 

“Dentro desse movimento do quiet quitting vemos profissionais mais jovens que um dia já viram seus pais ‘se matarem’ de tanto trabalhar e que deixaram de ter um tempo de qualidade com suas famílias para se dedicarem integralmente ao trabalho, e com a chegada da pandemia, esses novos profissionais sentiram que precisavam sair do piloto automático para se conectar melhor com sua essência e também com propósito de vida”, diz Rebeca Toyama, especialista em carreira.

A frustração e o esgotamento com o trabalho tem sido uma consequência inevitável para muitos profissionais, é o que revela a pesquisa feita pela Pulses, plataforma de gestão e engajamento. 

O levantamento feito com 3 mil profissionais mostra que 80% indicam se sentir esgotados e 54% estão frustrados com o trabalho. Já 60% dos entrevistados relataram estar sem disposição para trabalhar e 67% dizem que precisam provar o seu valor no emprego.

Esgotamento é caminho aberto para a depressão

Os sintomas de esgotamento e frustração podem ser só o começo de alguns sinais de pessoas que estão sofrendo de transtornos mentais, como por exemplo, a depressão. 

Portanto, as empresas precisam redobrar a atenção e o cuidado com seus colaboradores, pois a depressão é uma das principais causas de absenteísmo, e essa foi a doença mais incapacitante do mundo em 2020, segundo a Organização Mundial de Saúde. Já o presenteísmo é um dos fatores de maior impacto na baixa produtividade e qualidade de uma equipe.

“As empresas também precisam entender as suas responsabilidades sociais e investir em treinamentos para os líderes e em programas de prevenção de doenças psicológicas que identificam e acolhem os colaboradores que sinais de que algo não está indo bem, como por exemplo: estresse, ansiedade, tristeza, dificuldade de concentração e falta de motivação”, comenta.

Hora de começar a reavaliar a carreira

Muitos profissionais sentiram a pandemia como um divisor de águas, onde o trabalho remoto trouxe a flexibilidade e benefícios, mas por outro lado, ultrapassou as barreiras entre a vida pessoal e profissional tornando mais difícil o ‘desconectar’ das atividades e aumentando assim o estresse e a sobrecarga.

Diante desses fatores surge o movimento do quiet quitting que leva como palavra-chave o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal, e trazendo para os profissionais a oportunidade de reavaliar a carreira ou também partir uma nova experiência de autoconhecimento e mais sentido para a vida.

“Para os profissionais que estão insatisfeitos com suas tarefas e atual posição na carreira, o interessante neste momento é fazer uma reflexão do que você gostaria de mudar, o que faz sentido para sua vida neste momento e buscar estudar meios de chegar neste patamar desejado. E não se colocar em uma posição de ‘empurrar com a barriga’ e fazer o mínimo possível dentro das tarefas, conversar com o gestor e mostrar de forma clara e objetiva os fatores que desagrada, é o melhor caminho”, finaliza Rebeca Toyama.

5 perguntas que você deve se fazer sobre o tema

Rebeca Toyama, especialista em carreira, traz 5 reflexões para quem já aderiu ou pensa em aderir ao quiet quitting:

  • 1. Quiet quitting te aproxima ou te afasta de seu propósito e potencial?
  • 2. O que impede você de buscar um novo trabalho?
  • 3. Qual imagem ou marca profissional você está construindo com essa postura?
  • 4. Essa conduta tem realmente trazido mais qualidade de vida?
  • 5. Quais os benefícios e custos dessa estratégia a longo prazo para sua vida profissional e pessoal?

(*) HOMEWORK inspira transformação, com inteligência digital e capricho artesanal. Nosso jornalismo impacta milhares de leitores todos os dias. E nossas soluções de conteúdo sob medida atendem grandes empresas de todos os tamanhos. Saiba mais sobre nossos projetos e entre em contato.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade