1 evento ao vivo

Neoenergia tem lucro do 2º trimestre atribuído a controladores de R$ 519 milhões

24 jul 2019
09h33
  • separator
  • 0
  • comentários

A Neoenergia, que estreou no início de julho na B3, encerrou o segundo trimestre com lucro líquido atribuído aos acionistas controladores de R$ 519 milhões, 32,4% acima do apurado no mesmo período do ano passado. Com isso, no acumulado do semestre o resultado soma R$ 1,011 bilhão, alta de 48,02%.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) do grupo, que controla as distribuidoras Coelba, Celpe, Cosern e Elektro, atingiu R$ 1,363 bilhão, 19,67% maior que o verificado entre abril e junho do ano passado. Em seis meses, o indicador acumula R$ 2,699 bilhões, alta de 23,64%.

A receita operacional líquida apresentou elevação de 5,42% no comparativo trimestral, para R$ 6,575 bilhões. De janeiro a junho, a receita somou R$ 13,49 bilhões, o que corresponde a um aumento de 15,72%.

Anteriormente, a companhia já havia informado que entre abril e junho o volume de energia injetada nas suas distribuidoras somou 16,6 mil gigawatts-hora (GWh), aumento de 5,4% na comparação com o mesmo período de 2018. Já na geração, a Neoenergia registrou queda de 4,8% no volume gerado no trimestre, para 3,762 GWh.

O resultado financeiro da companhia correspondeu a uma despesa líquida de R$ 371 milhões, 32,03% maior que o apurado em igual etapa de 2018.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade