PUBLICIDADE

IGP-10 passa a cair 0,17% em março com pressão maior no atacado, mostra FGV

O índice passa a acumular em 12 meses deflação de 4,05%

18 mar 2024 - 08h30
(atualizado às 08h47)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Reprodução/Istock/gustavomellossa

A deflação do Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) perdeu mais força do que o esperado em março diante da pressão dos preços no atacado, de acordo com os dados divulgados nesta segunda-feira, 18, pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Em março, o IGP-10 registrou queda de 0,17%, contra recuo de 0,65% no mês anterior e taxa negativa de 0,30% esperada em pesquisa da Reuters.

Com isso, o índice passa a acumular em 12 meses deflação de 4,05%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, teve queda de 0,40% em março, depois de cair 1,08% no mês anterior.

A alta dos preços dos bens finais acelerou de 0,33% em fevereiro para 0,49%, enquanto os bens intermediários passaram a subir em março 0,07%, de queda de 0,93% antes. Já as matérias-primas brutas caíram 1,85% em março, após recuo de 2,63% em fevereiro.

"Dentre os bens finais, o item que exerceu maior influência sobre o índice foi o subitem ovos, que apresentou uma variação significativa de -1,80% para 12,44%", destacou André Braz, economista do FGV IBRE.

"No segmento dos bens intermediários, o destaque ficou por conta do óleo diesel, cuja taxa de variação se ajustou de -4,25% para 0,00%, indicando uma estabilização nos preços. Por fim, no que se refere às matérias-primas brutas, a soja teve papel preponderante ..., passando de -15,01% para -4,92%", completou.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10), que responde por 30% do índice geral, registrou a alta de 0,48% em março, depois de subir 0,62% em fevereiro.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez subiu 0,27% no período, depois de uma alta de 0,10% em fevereiro.

O IGP-10 calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade