0

Guedes promete desvincular gastos se Previdência não passar

Novo ministro da Economia disse que governo deve encaminhar ao Congresso uma proposta de reforma da Constituição

2 jan 2019
16h45
atualizado às 18h28
  • separator
  • 0
  • comentários

O novo ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quarta-feira que o governo vai encaminhar ao Congresso uma proposta de reforma da Constituição para acabar com todas as vinculações e indexações de gastos, caso a reforma da Previdência não seja aprovada.

Em seu discurso na cerimônia de transmissão de cargo, Guedes fez um histórico sobre o problema fiscal brasileiro e disse que se a reforma da Previdência for aprovada nos próximos meses, o Brasil terá 10 anos de crescimento pela frente.

Paulo Guedes após reunião em Brasília
27/11/2018 REUTERS/Adriano Machado
Paulo Guedes após reunião em Brasília 27/11/2018 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

"A hora é agora de enfrentar o problema fiscal", disse Guedes, ressaltando que o primeiro e maior gasto público é com a Previdência.

"Se for bem sucedido (desafio da Previdência), temos 10 anos de crescimento pela frente, se não for, temos sugestões também...você desindexa, desvincula e desobriga todas as despesas e receitas da União", disse.

Veja também:

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade