0

Dólar tem pouca alteração contra real após ganhos da véspera de olho em risco fiscal e político

23 fev 2021
09h15
atualizado às 10h06
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O dólar apresentava pouca alteração contra o real nesta terça-feira, oscilando entre leves altas e baixas, fazendo pausa para respirar depois dos ganhos acentuados registrados na véspera, enquanto os operadores monitoravam com cautela os riscos políticos e fiscais do Brasil.

Dólar tem leve queda contra real após ganhos da véspera de olho em risco fiscal e político
07/02/2011
REUTERS/Lee Jae-Won
Dólar tem leve queda contra real após ganhos da véspera de olho em risco fiscal e político 07/02/2011 REUTERS/Lee Jae-Won
Foto: Reuters

No exterior, os investidores ficavam atentos à inflação e aos rendimentos norte-americanos, enquanto aguardavam um discurso do chair do Federal Reserve, Jerome Powell.

Às 10:03, o dólar recuava 0,08%, a 5,4508 reais na venda, enquanto o dólar futuro negociado na B3 perdia 0,40%, a 5,447 reais.

O dólar à vista fechou o último pregão em alta de 1,31%, a 5,4551 reais na venda, em dia que contou com atuação do Banco Central no câmbio, impulsionado pelo aumento do risco político depois de o presidente Jair Bolsonaro intervir na direção da Petrobras e falar em mudanças em outras companhias e setores.

Bolsonaro anunciou na última sexta-feira que o governo decidiu indicar o general Joaquim Silva e Luna para assumir os cargos de conselheiro e presidente da Petrobras após o encerramento do mandato do atual CEO da companhia, Roberto Castello Branco.

Depois de um dia tenso nos mercados brasileiros, vários analistas citavam a permanência da cautela diante de um cenário ainda nebuloso.

"É nesta zona cinzenta de informação que o mercado não pode operar, pois ao sinalizar intervenção em uma empresa de capital aberto, sem cumprir todos os requisitos legais e formais para tanto, com viés de mudança de políticas internas, o governo age como se a empresa (Petrobras) fosse mais um ente governamental", opinou Jason Vieira, economista-chefe da Infinity Asset, em nota.

"Tudo isso vem a reboque da demora da aprovação de um novo pacote de auxílio emergencial e atraso com a vacinação em nível nacional (...)", completou.

Na segunda-feira, o relator da chamada PEC emergencial, senador Marcio Bittar (MDB-AC), apresentou parecer preliminar à proposta para permitir a concessão de um auxílio residual neste ano aos mais vulneráveis diante da crise do coronavírus. Sem prever valores para a prorrogação do auxílio, o texto do relator obtido pela Reuters traz inovação negociada entre o governo e os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para estabelecer uma "cláusula de calamidade", conferindo mais flexibilidade a despesas públicas voltadas ao combate a crises.

Com a dívida pública em patamares recordes, qualquer perspectiva de aumento de gastos no país sem equilíbrio de despesas preocupa os agentes dos mercados financeiros.

Enquanto isso, no exterior, o dólar operava em alta de 0,1% contra uma cesta de pares fortes. "Pressionados pela alta dos juros dos títulos do Tesouro americano, os pregões europeus [.EUPT] e os índices futuros norte-americanos [.NPT] operam em baixa nesta manhã, ao passo que o dólar se fortalece ante a maioria das moedas", escreveram analistas do Bradesco.

Os rendimentos dos Treasuries de dez anos chegaram a tocar máximas em um ano no último pregão. Com seu comportamento no radar, assim como uma aparente aceleração na inflação da maior economia do mundo, os investidores globais ficarão de olho em um discurso do chair do Fed perante o Congresso nesta terça-feira.

Powell vai fornecer aos parlamentares norte-americanos uma atualização sobre a economia, que ainda está se recuperando da pandemia, mas talvez esteja prestes a decolar no final deste ano se o programa de vacinação dos Estados Unidos ganhar força.

O Banco Central fará nesta sessão leilão de swap tradicional de até 16 mil contratos distribuídos entre os vencimentos 1º de junho e 1º de outubro.

Na véspera, a autarquia vendeu 1 bilhão de dólares em novos contratos de swap cambial tradicional, num dia que também contou com operações para rolagem de contratos de swap cambial vincendos em abril e de linhas de dólares com compromisso de recompra que vencem em março.

Veja também:

Vídeo mostra incêndio em apartamento no Maranhão
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade