PUBLICIDADE

Mensagens mostram desespero de Scarpa após 'golpe': "Meu patrimônio quase todo"

Willian Bigode, sócio da empresa, tentou 'tranquilizar' o ex-colega de Palmeiras: "Questão que agora é orar. Agora é esperar no Senhor"

13 mar 2023 - 02h20
(atualizado às 10h27)
Compartilhar
Exibir comentários
Scarpa processa a empresa de Bigode em acusação de golpe (Foto: Cesar Greco/Palmeiras e Reprodução)
Scarpa processa a empresa de Bigode em acusação de golpe (Foto: Cesar Greco/Palmeiras e Reprodução)
Foto: Lance!

Alegando ser vítima de um golpe milionário da Xland Holding envolvendo criptomoedas, por intermédio de uma empresa do atacante Willian Bigode, Gustavo Scarpa tentou ajuda do atacante ex-companheiro de Palmeiras para tentar reaver os R$ 6,3 milhões que investiu. Mensagens e áudios revelados em reportagem do Fantástico mostram o desespero do meia do Nottingham Forest-ING, à medida em que foi percebendo que poderia ter caído em uma fraude.

"Estou triste, parça, de verdade. Estou triste porque é meu patrimônio. É meu patrimônio quase todo. Eu não posso correr esse risco de perder", disse Scarpa para Bigode.

O atual jogador do Fluminense disse, em resposta, que não tinha muito a ser feito.

"Scarpinha, agora não tem nem mais questão de confiança, irmão. Questão que agora é orar. Fazer o que eu sei. Agora é esperar no Senhor", afirmou Bigode, dizendo que também foi vítima, investiu dinheiro e estava com medo de perder.

Logo depois, Scarpa conta para Bigode que iria registrar um boletim de ocorrência e citar a empresa WLJC Consultoria, da qual o atacante é sócio. O caso foi registrado na polícia em novembro de 2022.

"Bigode, o meu advogado está me orientando a fazer um B.O., mano. Criminal. Na polícia mesmo (...) Pelo respeito, amizade, consideração e amor que eu tenho por você, queria te dar um toque antes. Infelizmente vou ter que falar da sua empresa", diz Scarpa.

A reportagem da Globo mostrou ainda diálogos de Scarpa com Gabriel Nascimento, um dos sócios da Xland. Em um deles, o jogador acusa o homem de roubo.

"Fica em paz que eu quero lhe pagar. Não quero ficar recebendo mensagem sua direto, não. Não aguento mais receber mensagem sua", escreveu Gabriel Nascimento a Scarpa, que reagiu: "Não aguenta mais? Você me rouba, e você não aguenta mais? Você roubou minha família", disse o jogador.

Scarpa e Mayke buscam reaver investimento milionário (Foto: Cesar Greco / Palmeiras)
Scarpa e Mayke buscam reaver investimento milionário (Foto: Cesar Greco / Palmeiras)
Foto: Lance!

Depósito de R$ 1,2 mil 

Uma outra conversa entre eles, no dia em que o Palmeiras enfrentou o Fortaleza e garantiu o título do Brasileiro de 2022, também foi revelada. Após muitas desculpas, a Xland depositou R$ 1,2 mil na conta do meio-campista, valor longe do investido por ele. O jogador mostrou irritação.

"Quando chega na minha conta R$ 1,2 mil, eu falei: 'Eles estão de sacanagem com a minha cara. Não é possível'. Eu tendo final de campeonato hoje, completamente desconcentrado. Por que você não me faz a transferência agora, nesse exato momento?", perguntou Scarpa a Gabriel Nascimento.

Em alguns momentos, Scarpa chegou a dizer que se sentia burro por ter feito o investimento na empresa.

"Sempre via as pessoas burras que caíam em pirâmide, essas coisas de estelionatários. E me ver numa situação dessa, para mim, está sendo horrível", acrescentou Scarpa, que já havia lamentado, em outra ocasião, não ter desconfiado da rentabilidade do negócio. "Tô me sentindo burro, mano. Burro! Que investimento no mundo que dá 5% no mês? Que dá 3% no mês?"

Em entrevista ao Fantástico, Gabriel Nascimento alegou ser uma vítima em todo esse caso. Segundo ele, tudo aconteceu por causa da FTX, corretora de criptomoedas que faliu em novembro do ano passado. O empresário garantiu que vai entrar na fila de credores da empresa com sede nos Estados Unidos.

Além de Scarpa, Mayke, do Palmeiras, também acusa a empresa de golpe após investir quase R$ 4,1 milhões. O meio-campista e o lateral processam a Xland e a empresa de Willian Bigode na busca por recuperar o investimento. Segundo a reportagem da Globo, Weverton, do Palmeiras, também perdeu dinheiro com o negócio. O goleiro do Verdão, no entanto, não quis comentar o caso.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade