PUBLICIDADE

Carlinhos Maia é acusado de aplicar golpe com banco que era sócio: ‘Me desliguei da empresa’

Girabank, antes indicada pelo influenciador, é acusada de aplicar golpes em massa em correntistas; empresa ainda não se pronunciou

24 dez 2023 - 12h24
(atualizado às 12h35)
Compartilhar
Exibir comentários
O perfil do Instagram de Carlinhos Maia também tem sido alvo de comentários de clientes insatisfeitos do banco, antes indicado pelo influenciador
O perfil do Instagram de Carlinhos Maia também tem sido alvo de comentários de clientes insatisfeitos do banco, antes indicado pelo influenciador
Foto: Reprodução/Instagram/@carlinhos

O influenciador Carlinhos Maia foi acusado por internautas de estar envolvido em supostos crimes cometidos pelo banco digital Girabank, do qual ele foi sócio. O assunto ficou entre os mais comentados no X, antigo Twitter, no sábado, 23. Com a repercussão, o influenciador se pronunciou. 

Além da repercussão no X, a página do Girabank no Instagram também é alvo de diversos comentários de clientes que alegam ter perdido o acesso a suas contas e, respectivamente, ao dinheiro que guardavam na empresa. O perfil limitou a publicação de novos comentários em seus posts.

Foto: Reprodução/X

Pelos stories do Instagram, Carlinhos Maia informou não ser mais sócio da empresa há “quase um ano” e negou que haja irregularidades com o banco.

"Uma coisa importante sobre o Girabank: Como a maioria de vocês já sabe, me desliguei da empresa já faz quase um ano, justamente porque toda vez que acontecia algum problema, o pessoal vinha e descia o cacete em mim. Pode estar acontecendo um milhão de coisas boas, mas deu qualquer probleminha...", começou ele.

Segundo Carlinhos, a empresa emitiu uma nota a todos os correntistas. “O Girabank, até onde eu sei, que outros sócios me falaram, foi vendido para um outro grupo americano”, complementou.

Além disso, por “carinho às pessoas” e por ele mesmo ter indicado o banco, Carlinhos deixou o recado: “Não se preocupe, não tem dinheiro de ninguém sendo roubado".

"Está tendo uma troca de donos e de maneira nenhuma o dinheiro de ninguém será roubado -- até porque não pode, envolve o Banco Central e tudo mais. Fiquem tranquilos, olhem o email de vocês, tá bom? Eles estão resolvendo tudo", concluiu.

O Terra tentou contato com o Girabank pelo e-mail de contato com a imprensa disponibilizado no site da empresa, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade