PUBLICIDADE

Brasileiro inadimplente deve, em média, R$ 4,9 mil; país tem 71 milhões de pessoas em situação do tipo

Em 6 estados, despesas básicas representam as principais causas de inadimplência; confira

13 out 2023 - 15h02
Compartilhar
Exibir comentários
É possível acessar a plataforma da Nota Fiscal Paulista por meio do site oficial ou baixando o aplicativo do programa
É possível acessar a plataforma da Nota Fiscal Paulista por meio do site oficial ou baixando o aplicativo do programa
Foto: Reprodução/iStock/RafaPress

No Brasil, atualmente, há 71,4 milhões de inadimplentes - pessoas com “o nome sujo”, que estão com o CPF negativado por conta de dívidas pendentes. Em seis estados, contas de água, luz e gás lideram como principais itens de inadimplência. A análise é da Folha de S. Paulo, a partir do cruzamento de dados do Serasa e do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 

As contas atrasadas chegam a R$ 4.924 por devedor, em média nacional. O valor das dívidas varia entre os estados, estando na média de R$ 3.501 no Maranhão e R$ 7.500 no Distrito Federal, por exemplo.

Segundo dados do Serasa, em oito estados a metade - ou mais - da população adulta possui alguma dívida com atraso. Exemplos são Amapá (64,8%), Distrito Federal (58,6%) e Rio de Janeiro (58,3%). A menor proporção é no Piauí (35,7%).

O tipo da dívida também varia de região para região. Na maioria dos casos, um terço da inadimplência dos consumidores é atrelada a cartões de crédito e de débito de bancos. Os estados com maiores dívidas desse tipo são Alagoas (37,5%), Rio Grande do Norte (36,6%) e Paraíba (36,4%).

Depois aparecem as despesas básicas, como água, gás ou luz - principais causas de inadimplência no Amapá (52%), seguido por Acre (47%), Rondônia (43%), Ceará (37%), São Paulo (31%) e Rio de Janeiro (30%).

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade