2 eventos ao vivo

Brasil rural

Curso tem aulas sobre a sucessão familiar no agronegócio

27 mai 2013
07h03
atualizado às 07h03
  • separator
  • 0
  • comentários

Por se constituir, muitas vezes, de um negócio familiar, a produção rural exige cuidados no processo de sucessão. Entre os objetivos, metas e sonhos de pecuaristas e agricultores, não estão apenas a manutenção de sua família e a rentabilidade de sua propriedade, mas também a expansão dessa atividade econômica quando seus filhos assumirem as rédeas do empreendimento. Só que nem sempre essa transição é um processo simples.

Aulas envolvem planejamento tributário, noções de finanças e conceitos do agronegócio aplicados à gestão familiar
Aulas envolvem planejamento tributário, noções de finanças e conceitos do agronegócio aplicados à gestão familiar
Foto: Divulgação, Senar-MT

Reconhecendo essa realidade, a Federação de Agricultura e Pecuária do Mato Grosso (Famato) desenvolveu o Programa Especial de Governança e Sucessão Familiar para formar herdeiros, sócios e gestores. A intenção é aumentar a longevidade das empresas de controle familiar no Centro-Oeste.

Realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Mato Grosso (Senar-MT), em parceria com a Universidade de São Paulo e a Fundação Instituto de Administração, o curso teve sua primeira edição no ano passado. Com o sucesso, foi repetida em abril deste ano. As aulas foram ministradas em Cuiabá e em Sinop (a 500 quilômetros da capital), no norte do Mato Grosso, devido ao crescimento vertiginoso do agronegócio na região.

Marciel Becker, gerente de Educação Profissional Rural do Senar-MT, comemora a aceitação do curso e a integração com a USP. “Os resultados são fantásticos. Existe toda uma sequência lógica pela formação de um conselho familiar. Passamos conhecimentos da ordem tributária, jurídica e de gestão”, conta.

Egressa da primeira edição do curso, Fernanda Yuri, 25 anos, é filha de grandes produtores do Mato Grosso. Ela já possuía conhecimentos de gestão, mas aproveitou para aprimorar o que já sabia em questões legais e tributárias, além de poder refletir mais a respeito da sustentabilidade das propriedades rurais de sua família. “O mais importante para mim foi pensar o planejamento sucessório familiar. Cheguei à conclusão que devemos escrever uma história do fundador da propriedade, que é o meu avô. De repente, meu filho não terá contato com ele e pode acabar aprendendo menos”, conta Fernanda.

O fundador das propriedades é Walter Mastelaro, de 80 anos. Ele tem fazendas em Itiquira, Primavera do Leste e Campinápolis, municípios do MT. Produz milho de segunda safra, soja, sorgo e gado bovino. “É muito importante, porque muitas famílias acabam não conseguindo evoluir no processo (sucessório)”, opina Fernanda.

O programa, dividido em seis módulos, terá uma nova edição em 2014.

Os módulos são:
Governança e Sucessão Corporativa: Conceitos e Aplicações nas Empresas Familiares
Processo Sucessório: Abordagem Comportamental
Estratégia: Conceitos e Aplicações em Empresas Familiares do Agronegócio
Governança e Sucessão em Empresas Familiares: Aspectos Legais
Planejamento Tributário e Contábil: Desafios da Empresa
Finanças: Avaliação e Crescimento do Negócio Familiar.

GHX Comunicação GHX Comunicação
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade