PUBLICIDADE

DC vetou sexo oral de Batman em série da 'Arlequina'

O co-criador do desenho, Justin Halpern, disse que censura foi uma exigência de marketing "pois seria difícil vender um boneco do Batman"

14 jun 2021 23h42
| atualizado em 15/6/2021 às 09h18
ver comentários
Publicidade

A série animada da Arlequina foi produzida para o público adulto. Mas se isso permitiu muito violência, não liberou sexo. O co-criador do desenho, Justin Halpern, afirmou que executivos da DC vetaram uma cena de sexo oral entre Batman e Mulher-Gato, "recomendando" que ela fosse removida da vindoura 3ª temporada da animação.

DC vetou sexo oral de Batman em série da Arlequina
DC vetou sexo oral de Batman em série da Arlequina
Foto: Divulgação/HBO Max / Pipoca Moderna

Em entrevista para a revista Variety, Halpern contou que censura foi uma exigência de marketing, "pois, segundo a DC, seria difícil vender um boneco do Batman quando ele aparece na televisão fazendo sexo oral na Mulher-Gato", contou Halpern. "Eles me disseram 'você absolutamente não pode fazer isso, já que heróis não fazem isso'".

Apesar disso, Halpern disse que não teve mais problemas e pôde criar uma animação divertida, que dá mais foco aos vilões, e não aos heróis da DC. "Isso permite que a série faça coisas diferentes com os personagens, coisas que os heróis simplesmente não podem fazer". Aparentemente, isso inclui sexo oral.

Lançada com o nome em inglês da Arlequina, Harley Quinn, a animação destaca a dublagem de Kaley Cuoco (a Penny de "Big Bang Theory") no papel-título e Lake Bell ("Bless This Mess") como a voz de Hera Venenosa (Poison Ivy). As duas chegam a se beijar na 2ª temporada.

Outros personagens incluem o Coringa e o Carro de Barro, ambos dublados por Alan Tudyk ("Patrulha do Destino"), o Charada com a voz de Jim Rash ("Community"), o Pinguim de Wayne Knight (o Newman de "Seinfeld") e o Batman de Diedrich Bader ("Veep").

Violento e engraçado, o desenho não é uma criação do time das animações da DC Comics, responsável pela criação da Arlequina, mas dos produtores da subestimada série de comédia da DC Powerless, Justin Halpern, Patrick Schumacker e Dean Lorey.

Inéditas no Brasil, as duas primeiras temporadas vão chegar por aqui no lançamento da plataforma HBO Max, marcado para o dia 29 de junho.

Veja também:

Diretoras contam bastidores de filme com Dilma Rousseff:

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade