4 eventos ao vivo

Mistério e temas menos juvenis dão novo gás ao seriado 'Malhação'

4 set 2011
15h42
Márcio Maio

Depois de 16 anos, não há dúvidas de que Malhação precisava passar por mais uma reformulação. Não apenas de temporada, com substituição de elenco, mas também de ambiente. A aposta em mistérios sobrenaturais pode atrair um público mais heterogêneo e, com isso, dar gás novo ao projeto idealizado por Emanuel Jacobina e Andrea Maltarolli, hoje nas mãos de Ingrid Zavarezzi, que em 2009 assinou Beijo, Me Liga, no canal a cabo Multishow.

Na teoria, Malhação é um seriado nacional que se mantém firme no ar desde 1995. Mas, na prática, a Malhação já se foi há tempos. Permanece apenas nos corpos sarados que desfilam nas cenas do folhetim. No quesito beleza, diga-se de passagem, a nova temporada literalmente "faz bonito". Tanto no elenco jovem, encabeçado pelos novatos Thais Melchior, Bia Arantes, Caio Paduan e Lucas Cordeiro, quanto no mais maduro, com Letícia Spiller, Virgínia Cavendish e Kadu Moliterno, por exemplo.

Os cenários de colégio já não colavam nas histórias que eram desenvolvidas, sempre com personagens que destoavam do universo adolescente. A presença de alunos de nível médio dirigindo carrões e até morando sozinhos soava insensata diante de uma ficção onde os jovens viviam na classe média e tinham acesso a uma boa educação dentro de escolas privadas. A impressão que passa é que a faixa etária não aumentou, só foi adaptada a um ambiente mais condizente com ela. Que é o de uma universidade e personagens que começam a desenvolver sua vida acadêmica. E em diferentes áreas de atuação.

O tom de mistério até chega com certo ar de "déjà vu". E abre portas para comparações com tramas estrangeiras. Como Lost, por exemplo, que também envolvia um número em sua trama. Em Malhação, os algarismos 1046 fazem parte de um endereço que Alexia, de Bia Arantes, nunca acha. Isso nos sonhos que tem com o namorado Douglas, de Pierre Baitelli. Mas não chega a ser clichê na dramaturgia brasileira, que normalmente aposta no eficiente - mas velho - "quem matou?". O problema maior nisso é manter a curiosidade dos telespectadores sem deixar a trama cansativa. Até porque, normalmente, as temporadas de Malhação ficam mais tempo no ar que uma novela. A última mesmo só saiu de cena um ano e três dias depois de sua estreia.

'Malhação' inicia nova temporada com reestruturação na história
'Malhação' inicia nova temporada com reestruturação na história
Foto: Divulgação
Fonte: TV Press
publicidade