2 eventos ao vivo
TV

Caroline Abras se sente à vontade como Jacira de 'Paraíso'

20 abr 2009
08h25
atualizado em 21/4/2009 às 09h45



Quando foi fazer o teste para o folhetim

Caroline Abras interpreta a fofoqueira Jacira na trama global
Caroline Abras interpreta a fofoqueira Jacira na trama global
Foto: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias / TV Press

Paraíso

, Caroline Abras quis fugir da fama de menina esperta da cidade. Isso porque a atriz tentou convencer como a ingênua Aninha, neta da dona da pensão Ida, de Walderez de Barros. Mas não deu para enganar que seu perfil era realmente mais próximo da fofoqueira Jacira.

"Como eu, a Jacira é sagaz, esperta. Ela tem uma malícia que a Aninha não desenvolveu", analisa. Na trama, Jacira é uma das regateiras da pequena cidade que vai se envolver com o engenheiro Marcos, de João Sabiá. Ainda para viver a vaidosa Jacira, Caroline resgatou os mexericos da época do colégio. "Como já vivi, apenas foi preciso trazer essa energia de volta", conta, apesar da personagem já ter passado pelo colegial.

Durante a composição de seu papel na novela de Benedito Ruy Barbosa, Caroline foi procurar a opinião de Margareth Boury, atriz que fez Jacira na primeira versão de Paraíso e que atualmente escreve a novela Terra Mãe para uma emissora angolana. Apesar da conversa, Caroline tentou não se influenciar tanto pelo trabalho de Margareth, e sim formar sua identidade para o papel.

"Tenho de seguir minha criatividade para o público ver que é uma nova versão", conta. Além do interesse pela produção anterior, Caroline também buscou maiores informações sobre a vida no interior. Para isso, visitou as cidades de Tiradentes e São João Del Rei, em Minas Gerais".

"Precisava entender onde estou pisando", conta a aplicada atriz, que ressalta a importância desse tipo de pesquisa antes de começar um novo trabalho.

Mesmo com os baixos índices de audiência que o horário das seis vinha marcando, a atriz tenta não se preocupar com isso. Apesar de o horário buscar uma nova identidade, ela acredita que o sucesso da primeira versão vai se repetir no remake. "Quando o trabalho é feito de coração, o público percebe. Apesar do pouco tempo, parece que estou com essa equipe há cinco novelas", garante.

Embora não consulte a audiência, Caroline se preocupa com o retorno do público. E esse foi um dos motivos que a levou para a TV. A atriz conquistou o prestígio profissional de maneira invertida, começando pelo cinema. Caroline já ganhou o prêmio de melhor atriz de 2008 no Festival de Cinema do Rio de Janeiro por sua atuação em Se Nada Mais Der Certo, de José Eduardo Belmonte, que tem estréia prevista para24 de abril.

Em 2007, ganhou o Kikito, prêmio do Festival de Cinema de Gramado, de melhor atriz de curta-metragem por Perto de Qualquer Lugar, de Mariana Bastos, e em 2006 o mesmo prêmio por Alguma Coisa Assim, de Esmir Filho. "Sou apaixonada por cinema, mas acredito que o ator tem que deixar as três portas abertas", conta a atriz se referindo ao cinema, ao teatro e a TV.

A paixão pelo cinema veio depois do desejo de atuar. Quando criança, ela mesma foi procurar o teatro do clube que freqüentava em São Paulo.

"Eu era aquela criança meio insuportável. Comunicativa demais", assume. Depois daí, a identificação veio rapidamente. A atriz fez alguns cursos de Teatro, mas depois acabou procurando especializações em cinema. "Sempre gostei da possibilidade de viver outras vidas, de sair da minha realidade", explica.

Fonte: TV Press

compartilhe

publicidade