3 eventos ao vivo

Assédio, misoginia, xenofobia, homofobia... Cancelem o BBB20

Edição vendida como histórica pela Globo se torna um deplorável show de intolerâncias

4 fev 2020
09h44
atualizado às 09h44
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

"Esse japonês que rebola o rabo", disse um participante em relação ao hipnólogo paulista de ascendência coreana Pyong Lee. "Ainda bem que nessa edição não tem nenhum gay", declarou outro. Numa festa, um brother se referiu a certas sisters como "putas". Três exemplos dos preconceitos explícitos vistos no Big Brother Brasil 20.

A edição especial do BBB gera incontáveis manchetes negativas por conta da atuação tóxica de vários participantes
A edição especial do BBB gera incontáveis manchetes negativas por conta da atuação tóxica de vários participantes
Foto: Blog Sala de TV (Imagens: divulgação)

Em apenas 14 dias no ar, o programa já teve misoginia (manifestação de aversão à mulher), machismo (atitude para inferiorizar o sexo feminino), xenofobia (repulsa a estrangeiros ou pessoas de origem diferente) e homofobia (discriminação a gays).

Além disso, o público assistiu a comportamento masculino inadequado interpretado como assédio sexual — sob apuração policial anunciada no Jornal Nacional de segunda-feira, dia 2 — e ações classificadas como agressão física (um empurrão e uma cuspida).

Essas inconveniências não são novidade no reality show. Já vimos isso antes, mas não todas concentradas em uma mesma edição e em tão pouco tempo de confinamento. A maior parte veio do grupo chamado nas redes sociais e por parte da imprensa de 'boys lixo', 'machos escrotos', 'homens das cavernas' e 'machos podres'.

O BBB20 deixou de ser mero entretenimento superficial para se tornar um espetáculo deprimente no horário nobre da emissora mais assistida do Brasil. Aliás, o canal tem sido merecidamente criticado por não dar uma resposta rápida e contundente às manifestações preconceituosas na atração. Negligência imperdoável do mais poderoso veículo formador de opinião do País. Para usar uma gíria do momento, o reality mereceria ser 'cancelado', ou seja, completamente ignorado.

Por outro lado, a atração ganha relevância como reflexo da sociedade atual. Todos os preconceitos e as hostilidades flagrados pelas câmeras do BBB acontecem em pior grau pelos quatro cantos. Na era do radicalismo e da polarização, os intolerantes saíram do armário e agem sem medo nem culpa.

O que causa espanto é ver que alguns desses intransigentes acreditam estar blindados contra o julgamento moral. Pensam, ingenuamente (ou seria por idiotice?), contar com o apoio popular mesmo agindo de maneira odiosa. Se o BBB20 tem alguma utilidade social, trata-se do choque de realidade em gente dentro e fora da casa. Quem desrespeita o outro não sai mais ileso: a lei manda para o paredão.

Veja também:

Mulan Trailer (2) Legendado

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade