PUBLICIDADE

A Fazenda | Assunto mais comentado, autismo de Nadja é censurado pela Record

5 dez 2023 - 01h06
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: X/A Fazenda / Pipoca Moderna

A Record TV decidiu censurar o compartilhamento do diagnóstico de autismo de Nadja Pessoa na edição da noite de segunda (4/12) em "A Fazenda 15". O desabafo da peoa foi cortado da dinâmica da discórdia.

Após Nadja revelar ter autismo leve, diagnosticado há oito meses, o assunto dominou as conversas dos peões e do público nas redes sociais, a ponto de o perfil oficial da influenciadora precisar divulgar nota contra ataques capacitistas. Para completar, Cezar Black chamou autismo de doença de forma categórica, passando informação errada para o público do reality e perpetuando preconceito contra a condição, na transmissão ao vivo do PlayPlus.

 

O que aconteceu

Nadja tomou a palavra durante a discórdia da noite de domingo (3/12) para contextualizar porque os ataques que sofreu de Jaquelline Grohalski e outros peões lhe fizeram tão mal. Jaque ensinou os Crias a zoar da rival cantando músicas das Gêmeas Lacração, devido à derrota de Nadja numa votação contra Mirella Santos (uma das gêmeas) no reality "Ilha Record".

"É uma coisa que me massacra muito, porque liga a uma perda de cachorro que era meu apoio psicológico", ela começou, lembrando de seu cachorro, que morreu enquanto ela estava no reality show.

"Para quem não sabe, eu tenho um grau de autismo e descobri há 8 meses. Para onde eu viajava, ele [o cachorro] ia comigo. Foi uma perda que sinto até hoje e até hoje luto contra a depressão por conta dele", ela explicou para Cezar Black, para quem deu um Galinho Enjoado (a indicação negativa do jogo).

"Teve coisas de fora que trouxeram pra dentro [de 'A Fazenda 15']… Tiveram tantos ataques que eu poderia ter ido e batido o sino. Eu não fiz isso porque aqui é um jogo psicológico e tem que ser forte psicologicamente", comentou, acrescentando que aceitava o pedido dele de desculpas por tê-la perseguido nas primeiras semanas do programa.

 

Nadja só tinha contado para Lucas

Até então, Nadja só tinha revelado que era autista para Lucas Souza, que não está mais no confinamento e também não deu muita importância ao saber do diagnóstico. A conversa aconteceu no começo de outubro e também não foi transmitida pela Record. Na ocasião, ela se abriu sobre depressão e o relacionamento abusivo que viveu.

"Eu tenho um grau de autismo. Bem pequeno, mas tenho. Eu tenho ansiedade e tive depressão", confessou Nadja urante a conversa. Mas ela não se limitou a falar sobre o autismo e também compartilhou experiências pessoais relacionadas à sua saúde mental.

Ao ser questionada por Lucas sobre a gravidade da depressão, Nadja foi enfática: "Muito, muito mesmo. Por relacionamento. Antes de entrar no programa, ser conhecida, eu fui diagnosticada com depressão. E era por causa do meu casamento. Eu sentia que era dependente emocionalmente". Ela prosseguiu, detalhando a dinâmica do relacionamento abusivo que viveu: "E o que acontece quando você se torna dependente emocionalmente de alguém: a pessoa é controladora e ela faz de tudo pra você depender dela. Eu tinha que trabalhar pra ele [ex-marido], ser dona de casa. Eu era muito nova e me perdi de mim mesma".

 

Repercussão depois da discórdia

Após a revelação na discórdia, Tonzão Chagas comentou com os Crias e Radamés Furlan que finalmente começou a entender Nadja.

"É por isso que, às vezes, ela vira do nada e faz uns bagulhos que não fazem sentido. Eu já tinha reparado uma parada assim. Faz sentido, mano", disse o funkeiro.

"Mas é um bagulho que ela não se abre", comentou Lily Nobre. "Eu não sabia. Ninguém sabia", completou WL Guimarães, um dos que mais tretou com a influenciadora.

 

Cezar Black passando desinformação

Enfermeiro profissional, Cezar Black virou referência nas discussões sobre a condição de Nadja e, nesta segunda, minimizou o diagnóstico, ignorando que autistas podem ter "vidas normais", e completou chamando autismo de doença.

"Autismo é uma doença muito importante, tem graus, ela pode ter um grau. Porém, faz sentido para situações de ela gostar de ficar isolada", começou. "Ela tem uma vida normal, não dá para culpar o autismo, tem coisas que ela é muito desconfiada e chega a ser maldosa, coloca você como se fosse o agente causador daquilo, só que não é", continuou.

Curioso, Tonzão Chagas questionou: "Será que isso não faz parte da doença não? Nem sei se autismo é doença…"

E Cezar rotulou: "Autismo é doença. Não é crime falar sobre isso, não é errado."

Parentes de autistas, portadores do espectro e profissionais de saúde ficaram indignados e protestaram nas redes sociais.

 

Autismo não é doença

Diferente do que Cezar Black "ensinou" para os confinados e, por extensão, o Brasil, o Transtorno de Espectro Autista (TEA) não é uma doença.

De forma geral, o Autismo é uma condição que compromete a capacidade de comunicação e a linguagem. Por isso, pessoas dentro do espectro têm dificuldade em perceber acontecimentos compartilhados e expressar o que sentem ou pensam, uma vez que podem apresentar déficit na interação social.

Além disso, outra característica são os padrões restritos e repetitivos de comportamento. Nadja, por exemplo, fica repetindo palavras quando entra numa discussão.

Mas cada paciente é afetado de uma maneira diferente, tanto que muitas pessoas nunca chegam a saber sobre o transtorno e levam uma vida "normal" e independente. Isto acontece porque há vários subtipos do transtorno, devido aos diferentes níveis de comprometimento, por isso se usa o termo "espectro" para abranger todos eles.

Um erro de informação desse tamanho, num programa com a audiência de "A Fazenda", mesmo se tratando de uma transmissão restrita ao streaming, precisaria ser tratado pela produção com uma correção pontual ao vivo. Mas a Record optou por não assumir a responsabilidade e considerar que, se não passou na TV, não existiu.

 

Nota oficial

A equipe de Nadja emitiu um comunicado oficial, após a peoa virar alvo de ataques capacitistas nas redes sociais. A nota também reforça que autismo não é doença.

"Recentemente, Nadja compartilhou corajosamente seu diagnóstico de autismo no reality 'A Fazenda', com o propósito de promover compreensão e aceitação, excluindo qualquer intenção de obter vantagens indevidas, apesar de algumas sugestões infundadas", inicia o texto.

"É essencial esclarecer que o autismo não é uma doença, como erroneamente afirmado por um participante do programa [Cézar Black] que é profissional de saúde, prejudicando a causa da neurodiversidade. O autismo é, na verdade, uma manifestação única da diversidade neurocognitiva", acrescenta o texto.

A nota finaliza: "Agradecemos pela compreensão e apoio contínuo dos fãs e público em geral, destacando que não toleramos qualquer forma de descriminação. Quaisquer manifestações de preconceito psíquico serão encaminhadas ao jurídico para as devidas providências."

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Publicidade