PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Taylor Swift lança 'The Tortured Poets Department' e se livra de sua 'história mais triste'; ouça

Novo álbum da cantora de 34 anos tem participação de Post Malone e Florence + The Machine; fãs já especulam letras sobre ex-namorados e como trabalho será recebido em ano de concorrência com Beyoncé e Billie Eilish

23 abr 2024 - 09h45
Compartilhar
Exibir comentários

Nova York, Estados Unidos | AFP - Taylor Swift lançou, nesta sexta-feira, 19, The Tortured Poets Department, seu décimo-primeiro álbum de estúdio com o qual promete voltar a sacudir o universo pop. 

"Tudo vale no amor e na poesia... Novo álbum The Tortured Poets Department. Já disponível", anunciou Taylor em sua conta no Instagram. 

O lançamento foi anunciado em fevereiro, durante a cerimônia do Grammy na qual Swift conquistou pela quarta vez o prêmio de Álbum do ano. 

E com esse novo álbum, a cantora de 34 anos que iniciou sua carreira no country, aposta na conquista de um quinto prêmio como disco do ano. 

Desde que revelou que o álbum seria lançado em 19 de abril, seus 'swifties' trabalharam sem parar tentando adivinhar o conteúdo das canções, os artistas convidados e outros elementos. 

No Instragram, Swift o descreve como "uma antologia de novas obras que refletem acontecimentos, opiniões e sentimentos de um momento fugaz e fatalista, sensacional e doloroso em partes iguais" de um capítulo "fechado e privado" de sua vida. 

"Uma vez que contamos nossa história mais triste, podemos nos livrar dela. E assim a única coisa que resta é a poesia torturada", afirma. 

Os fãs relacionaram o título do disco (em tradução literal português "Departamento dos Poetas Torturados") ao seu ex, o ator britânico Joe Alwyn, como quem namorou de 2016 até o ano passado. 

Alwyn (A Favorita) e seu colega Paul Mescal (Pessoas Normais) revelaram em 2022 que tinham um grupo de mensagens chamado "The Tortured Man Club" (O Clube do Homem Torturado), de qual também participava o ator Andrew Scott (Fleabag, Ripley). 

Entre os títulos das canções - que já foram reveladas - estão Down Bad, So Long, London, I Can Fix Him (No Really I Can) e The Smallest Man Who Ever Lived. De surpresa, às 3h da manhã no horário de Brasília, a artista lançou uma versão estendida do disco, com mais 15 músicas.

Post Malone e Florence + The Machine estão confirmados entre os participantes, nas canções Fortnight e Florida!!!, respectivamente.

Letras sobre seus ex

Swift já usou a fórmula vencedora de compor canções inspiradas em seus ex-namorados, incluindo John Mayer e Jake Gyllenhaal. 

Seu atual namorado, o jogador de futebol americano Travis Kelce, elogiou o novo álbum. 

"Sim, ouvi uma parte, e é incrível", disse Kelce à imprensa em fevereiro. "Estou impaciente para que finalmente saia", acrescentou. 

Swift acabou de sacudir a indústria pop no último ano. 

Segundo várias estimativas, sua turnê mundial The Eras Tour está prestes a se tornar a série de shows de maior bilheteria da história da música, com receitas de mais de 1 bilhão de dólares (pouco mais de R$ 5 bilhões). 

E ao ganhar o Grammy pela quarta vez, consagrou-se como a artista com mais prêmios de álbuns do ano, superando Frank Sinatra, Stevie Wonder e Paul Simon. 

Com um patrimônio líquido avaliado em 1,1 bilhão de dólares (R$ 5,77 bilhões), Swift também se tornou a primeira artista - homem ou mulher - a superar a marca dos dez dígitos graças unicamente às receitas vindas da música. 

Depois de Beyoncé e antes de Billie Eilish

Nascida na Pensilvânia em dezembro de 1989, Swift começou a escrever músicas profissionalmente em sua adolescência, na cena country. 

Após uma disputa pública com a gravadora Big Machine, e quando já havia migrado para o gênero pop, tomou a decisão de regravar por completo seus primeiros seis discos, para recuperar os direitos sobre o material. 

A jogada valeu a pena, já que agradou seus antigos fãs, conquistou muitos novos e ganhou ainda mais respeito na indústria. 

Agora, espera-se que com The Tortured Poets Department volte a dar o que falar, mesmo com a concorrência de figuras como Beyoncé e Billie Eilish na próxima temporada de prêmios. 

Beyoncé voltou a mover as estruturas com o lançamento no final de março de Cowboy Carter, seu álbum de inspiração country. 

As semanas que separam os dois lançamentos, no entanto, dão a chance das duas grandes estrelas de saborear o sucesso nas paradas. 

Eilish, jovem artista multipremiada, lançará seu terceiro disco, Hit Me Hard and Soft, em 17 de maio.

Apesar da aparente concorrência, essas três enormes figuras do pop já deixaram claro que a única coisa com que se importam é fazer música. 

Compor para o novo álbum "me fez recordar por que escrever músicas é algo que me move na vida", disse Swift aos seus fãs em um show recente. 

"Nunca tive um álbum no qual precisasse tanto escrever canções como nesse", afirmou.  

Taylor Swift durante passagem da The Eras Tour pelo Allianz Parque, em São Paulo, Brasil.
Taylor Swift durante passagem da The Eras Tour pelo Allianz Parque, em São Paulo, Brasil.
Foto: TABA BENEDICTO / ESTADAO / Estadão
Taylor Swift lançou seu novo disco, 'The Tortured Poets Department'.
Taylor Swift lançou seu novo disco, 'The Tortured Poets Department'.
Foto: Republic Records/Divulgação / Estadão
Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade