PUBLICIDADE

Sony Music disponibiliza 11 álbuns de Moraes Moreira, inéditos no digital

9 dez 2023 - 18h13
Compartilhar
Exibir comentários

A gravadora Sony Music disponibilizou nas plataformas digitais, grande parte da discografia do lendário e saudoso cantor e compositor Moraes Moreira (1947-2020), que pertenceram ao catálogo da CBS - antigo nome da empresa, entre os anos de 1984 e 1991 - e foram escolhidos pelo time de estratégia da discográfica como parte do projeto de digitalização de seu catálogo, incluindo a restauração de tapes analógicos e projetos gráficos originais.

Ao todo, o material que passar a ser disponibilizado no ambiente digital é o álbum Cidadão (1991), além de mais cinco álbuns de carreira, dois compactos (sendo um, de seu filho Davi Moraes), e quatro boas coletâneas (sendo uma delas uma coletânea dupla com Pepeu Gomes), disponibilizados a partir desta sexta-feira (8).

Foto: Divulgação / The Music Journal

A carreira solo de Moraes Moreira veio em 1975 e o nome artístico Moraes Moreira (antes era apenas Morais) lhe foi sugerido pelo empresário Guilherme Araújo. Na mesma época, ao lado de Armandinho somou-se o pioneiro Trio Elétrico Dodô e Osmar, produzindo seu primeiro disco, e compondo o hit Pombo Correio, baseado numa velha melodia dos dois. Em 1976, já era o primeiro cantor a vocalizar em cima de um trio, na Bahia, ainda de forma rudimentar, pois até então eram apenas instrumentais.

Foto: Sony Music / The Music Journal

Entre o fim dos anos 1970 e o início da década seguinte, vieram muitos sucessos e novos parceiros, como Fausto Nilo, Abel Silva, Tom Zé, Fred Góes, Guilherme Maia, Zeca Barreto, Risério, Capinam, Toni Costa e tantos outros. Na mesma época, medalhões da MPB, como Gal Costa, Simone, Ney Matogrosso, MPB/4, Amelinha e Elba Ramalho estouraram com músicas de sua autoria, na maioria, criadas exclusivamente para eles.

Estava consagrado.

The Music Journal The Music Journal Brazil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade