0

Queen: "Greatest Hits" retorna ao TOP 10 da Billboard desde seu lançamento em 1981

24 nov 2020
23h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A compilação Greatest Hits do Queen, lançada originalmente em 26 de outubro de 1981 pela EMI, chegou a ser reeditada algumas vezes, mas não emplacava entre os álbuns mais vendidos dos EUA pelos relatórios da Billboard.

Foto: Divulgação | EMI / The Music Journal

Mas quase 40 anos após seu lançamento original, Greatest Hits emplacou novamente no TOP 10 da parada Billboard 200 de álbuns pela primeira vez, subindo do 36º lugar para o 8º lugar de acordo com o relatório que será divulgado neste sábado (28).

Greatest Hits vendeu 36 mil unidades de álbuns equivalentes nos EUA na semana que encerrou em 19 de novembro, um aumento espetacular de 133%, de acordo com os dados da Nielsen Music e MRC Data.

Esse aumento se deve á venda massiva da coletânea no formato vinil, em uma edição disponibilizada no Walmart, onde todos as cópias foram vendidas a um preço acessível: US$ 15 (cerca de R$ 81).

Ainda de acordo com a Nielsen, a icônica compilação do Queen vendeu 24 mil cópias em todos os formatos, outro aumento espantoso de 737%, com os discos de vinil respondendo por 23 mil cópias, algo equivalente a 1.006%.

Agora, Greatest Hits é o álbum mais vendido no formato vinil nos EUA em 2020 e se destaca por clássicos como Another One Bites The Dust, Don't Stop Me Now, Crazy Litte Thing Called Love, Somebody To Love, We Are The Champions, We Will Rock You e Bohemian Rhapsody.

Veja também:

Dua Lipa desabafa sobre ansiedade causada pelas redes
The Music Journal The Music Journal Brazil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade