PUBLICIDADE

Os equipamentos ideais para tocar em barzinhos

Você quer começar a tocar em bares para mostrar o seu talento e levantar uma grana, mas está perdido em relação à estrutura de som? Então, hoje é seu dia de sorte, pois traremos aqui justamente uma lista completa de equipamentos para tocar em barzinhos. Nesse sentido, não importa se é para voz e violão […] The post Os equipamentos ideais para tocar em barzinhos appeared first on Cifra Club.

16 jan 2022 11h03
ver comentários
Publicidade

Você quer começar a tocar em bares para mostrar o seu talento e levantar uma grana, mas está perdido em relação à estrutura de som? Então, hoje é seu dia de sorte, pois traremos aqui justamente uma lista completa de equipamentos para tocar em barzinhos.

O seu bom desempenho nos shows está totalmente ligado à qualidade dos equipamentos utilizados (Foto/Pexels)
O seu bom desempenho nos shows está totalmente ligado à qualidade dos equipamentos utilizados (Foto/Pexels)
Foto: Cifra Club

Nesse sentido, não importa se é para voz e violão ou uma banda completa. Ao terminar de ler este artigo, tenha a certeza de que você saberá tudo o que é preciso para uma boa performance. Vamos lá!

Como montar um som para tocar em barzinhos

Antes de mais nada, é importante lembrar que muitos lugares já possuem uma estrutura de som bastante adequada. Dessa forma, bastaria que os músicos levassem seus equipamentos pessoais.

No entanto, aqui vamos considerar como se o bar não tivesse estrutura de som alguma. Em outras palavras, listamos todos os equipamentos essenciais para um músico se apresentar de maneira confortável e com boa qualidade sonora. Além disso, a ordem dos equipamentos segue o fluxo de sinal para que você consiga compreender as conexões entre eles mais facilmente. 

Uma vez dito isso, vamos à lista de equipamentos para tocar em barzinhos!

Microfones

Esse é um dos itens mais importantes da lista, porque um microfone ruim pode estragar toda uma apresentação. Para cantores, recomendamos microfones dinâmicos. Ao contrário dos condensadores, eles têm sensibilidade baixa e se saem muito bem ao vivo, pois são menos propensos a microfonia.

Há modelos de diversos tipos de preço. Marcas como Behringer, Arcano e Samson possuem um bom custo-benefício para quem não quer gastar muito. Já se você busca um microfone dinâmico de mais renome e durabilidade, com preço logicamente maior, empresas como Shure, Audio-Technica e AKG têm ótimos produtos.

Para microfonar instrumentos musicais, incluindo baterias, caixas de guitarra e percussões, opte por modelos específicos. Dessa forma, você garante que as frequências de cada fonte sonora sejam devidamente captadas.

Instrumentos

Não vá esquecer de levar o violão, hein? Brincadeiras à parte, é importante ter a devida atenção aos instrumentos musicais. Não importa se você toca bateria, guitarra ou baixo… Um instrumento musical que será usado ao vivo deve estar bem regulado, afinando perfeitamente e sem ruídos. O mesmo raciocínio vale para os amplificadores. Assim, você não corre o risco de passar por uma situação constrangedora no palco. 

Ao mesmo tempo, efeitos e outros acessórios que enriquecem o som são sempre bem-vindos. Dica quente: para quem faz voz e violão, um pedal de loop é incrível! Com ele, você pode gravar uma base e deixar o som rolando enquanto cria camadas e mais camadas. A plateia vai curtir, pode apostar!

Mesa de som

Agora, o sinal captado pelos microfones e enviado pelos instrumentos deve entrar em uma mesa de som. Também chamado de mixer, esse equipamento é como se fosse uma unidade controladora de áudio. Com ele, é possível balancear os volumes de cada canal individualmente, assim como equalizar, adicionar efeitos e tudo mais.

As mesas de som, mais um dos principais equipamentos para tocar em barzinhos, podem ser analógicas ou digitais. O primeiro tipo apresenta maior fidelidade sonora, enquanto o segundo, normalmente, tem mais recursos. A quantidade de canais deve ser definida com base no número de microfones e instrumentos que vão ser conectados. Geralmente, para barzinhos, é prudente a mesa ter no mínimo quatro canais.

Em relação aos recursos extras, conexões USB e Bluetooth são muito interessantes, pois permitem que você toque um arquivo a partir de seu celular ou pendrive, por exemplo. Observe também os efeitos disponíveis, pois um reverb na voz sempre cai muito bem, né?

Em relação aos produtos do mercado, há para todos os gostos e bolsos. Porém, aos artistas com orçamento apertado, indicamos as mesas de som da Behringer, Arcano e Soundcraft, que são boas opções de compra por um preço amigável.

Caixas de som

Uma vez que a mesa de som trata os áudios individualmente, ela envia um sinal final estéreo para ser amplificado aos ouvintes no PA. Então, se você está se perguntando qual é a melhor caixa para tocar em barzinhos, anote aí!

Primeiramente, dê preferência para as caixas de som ativas. Ou seja, aquelas que possuem um amplificador embutido. Dessa forma, você não precisará de um amplificador externo entre a mesa de som e as caixas. Uma coisa a menos para carregar, não é mesmo?

Um par de caixas é o ideal para garantir uma imagem estéreo interessante, mas, pensando em aplicações mais simples, como voz e violão, uma unidade pode dar conta do recado. Falando de potência, para barzinho com 100 pessoas, por exemplo, um sistema de 500 Watts com falante de 10" atende de maneira satisfatória.

Marcas como JBL, Mackie, Behringer, Staner e Lexsen fabricam bons modelos de variadas configurações e valores.

Retorno

Pergunte a qualquer músico e confirme: tocar sem se ouvir é uma das piores experiências da vida. Nesse sentido, você tem duas opções principais: caixa de retorno ou fones de ouvido.

A primeira nada mais é do que um monitor de palco. Em outras palavras, uma caixa de som que, em vez de ficar de frente para o público, é virada para os músicos. Porém, é cada vez mais comum a utilização de fones de ouvido por músicos profissionais. Dessa forma, o som do palco fica muito mais limpo. 

Independentemente da opção escolhida, certifique-se de que você se escutará bem quando se apresentar em barzinhos.

Acessórios

Há outros equipamentos que, embora não sejam protagonistas, têm extrema importância para que uma apresentação ao vivo seja bem-sucedida. Então, confira nossa listinha de acessórios que você deve levar para tocar em barzinhos:

  • Cabos;
  • Afinador;
  • Suportes;
  • Pedestais;
  • Jogo de cordas extra;
  • Baterias e pilhas;
  • Estabilizador ou nobreak;
  • Filtro de linha;
  • Extensão;
  • Adaptadores de tomada;
  • Voltímetro;
  • Alicate e chave de fenda. 

Outras dicas de equipamentos para tocar em barzinhos

Uma vez que você conseguiu garantir os itens listados anteriormente, é preciso ter em mente que esses equipamentos devem ser sempre bem armazenados e transportados de maneira segura.

Isso significa que é fundamental guardar os equipamentos em locais livres de umidade e com temperatura amena. Ao fazer a locomoção para o bar, leve os itens em bags, cases ou caixas, que protegerão os equipamentos contra impactos e quedas. Sempre que terminar um show, faça uma limpeza rápida em todos os itens. Seguindo essas dicas, seus equipamentos vão durar muito mais, você vai ver.

Por último, não se esqueça do principal: esteja bem ensaiado, tenha um repertório interessante e dê o seu melhor sempre que tocar ao vivo! Afinal de contas, um ótimo equipamento não tem o poder de salvar uma performance ruim.

Compartilhe essas informações com outros músicos

E aí, agora você aprendeu de vez a como montar um som para tocar em barzinho? Temos convicção de que sim! Nesse sentido, deixamos aqui um pedido final: compartilhe o link deste artigo em suas redes sociais! Seus colegas músicos agradecem - e nós também, claro.

Hoje, ficamos por aqui. Mas nos vemos muito em breve, combinado? Um abraço e bons shows!

The post Os equipamentos ideais para tocar em barzinhos appeared first on Cifra Club.

Cifra Club
Publicidade
Publicidade