PUBLICIDADE

Geordie Walker, guitarrista do Killing Joke, morre aos 64 anos

3 dez 2023 - 03h45
(atualizado às 16h54)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Instagram/Duff McKagan / Pipoca Moderna

O músico inglês Kevin "Geordie" Walker, guitarrista da banda Killing Joke, morreu aos 64 anos, após um derrame no dia 26 de novembro na cidade de Praga, República Tcheca.

O músico fundou o Killing Joke com o cantor Jeremy "Jaz" Coleman no estouro do pós-punk inglês em 1978. A trajetória foi iniciada quando ele respondeu a um anúncio de Jaz Coleman para juntar uma banda. Como toda história punk da época, ele nunca tinha tocado antes na vida, tornando seu eventual domínio da guitarra e sua influência marcante no rock ainda mais extraordinários. Walker e Coleman formaram a base de Killing Joke, cuja colaboração duradoura se tornou lendária por sua consistência.

O grupo ficou conhecido desde o primeiro EP, "Turn To Red" (1979), por suas guitarras atmosféricas, mas mais pesadas que as outras bandas pós-punk, e batidas tribais - influenciado pelo primeiro álbum de Siouxie and the Sioux.

 

Guitarrista influenciador

Ao todo, o Killing Joke lançou 15 álbuns, vivendo seu auge em 1985, com o sucesso comercial inesperado do disco "Night Time", que rendeu os hits "Love Like Blood" e "Eighties". Esta última acabou inspirando fãs a denunciarem plágio contra Kurt Cobain, que teria usado a melodia da guitarra de Walker como modelo para a canção "Come As You Are" anos mais tarde.

Outros admiradores famosos de Geordie Walker incluíam Jimmy Page, do Led Zeppelin, que chegou a a exaltar seu som de guitarra como "realmente forte", e Kevin Shields, do My Bloody Valentine, que se inspirou nele para aprender a técnica de "tocar sem esforço produzindo um som monstruoso". Sua guitarra dissonante e não convencional, era usada para criar uma atmosfera sonora em vez de acordes no sentido tradicional.

Walker foi quem determinou os rumos sonoros do Killing Joke, que evoluiu rapidamente ao incorporar elementos de synth-pop e rock gótico, apesar de sempre soar mais pesada que seus contemporâneos - tanto que também inspirou Nine Inch Nails.

 

Últimos anos

Apesar de sua relevância, a banda acabou perdendo espaço diante da chegada de novos estilos musicais e acabou fazendo uma pausa prolongada em meados dos anos 1990. Foi nessa ocasião que Walker resolveu se mudar para a República Tcheca.

Além do grupo pós-punk, ele também tocou guitarra nas bandas Murder Inc., The Damage Manual e Pigface. Seu último disco com o Killing Joke também é o último da banda, "Pylon", lançado em 2015.

Lembre abaixo algumas músicas marcantes do grupo inglês.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Publicidade