PUBLICIDADE

Eloy Casagrande fala sobre troca do Sepultura pelo Slipknot

14 mai 2024 - 19h45
Compartilhar
Exibir comentários

O baterista Eloy Casagrande contou por que decidiu trocar o Sepultura pelo Slipknot em entrevista à Veja SP.

"Eu recebi o convite para fazer o teste depois do anúncio da turnê. O grande lance, da razão de eu ter aceitado fazer a audição, foi o final do Sepultura. A banda iria acabar, e eu não queria parar de tocar bateria aos 33 anos de idade", afirmou.

Foto: Instagram @eloycasagrande / The Music Journal

"Rolou um papo com o Slipknot, perguntei sobre a agenda deles, se daria para conciliar as duas bandas, mas eles falaram que não, não teria como, eu seria exclusivo. Então foi uma decisão minha, pelo término do Sepultura. Foi complicado, eu comuniquei eles quando tinha fechado o acordo, no dia 5 ou 6 de fevereiro. Logo nesse dia eu convoquei uma reunião e expliquei a situação. Foi isso, uma decisão individual", explicou.

"Foi um aprendizado gigantesco. Foram muitos anos, três álbuns de estúdio. Álbuns ao vivo. Muita composição. Muito tempo que a gente viajou junto. Olho para trás com um grande carinho e muita admiração. Além de um sentimento de muita gratidão, por todos esses anos. Por eles terem, naquela época, acolhido um baterista de vinte anos, dando uma grande responsabilidade na mão de uma criança", finalizou.

Vale lembrar que Eloy Casagrande estreou ao vivo no Slipknot no dia 25 de abril.

Confira:

The Music Journal The Music Journal Brazil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade