PUBLICIDADE

Como evoluir no contrabaixo? Estude da forma correta

Preparamos o passo a passo completo para você saber como evoluir, de fato, no contrabaixo! Com o passar dos anos, a tendência é que o estudo de um instrumento precise ser mais pontual do que antes. Mesmo com a infinidade de vídeos e os quilos de PDFs disponíveis na internet, o estudo do baixo precisa […] The post Como evoluir no contrabaixo? Estude da forma correta appeared first on Cifra Club.

28 mai 2022 12h12
ver comentários
Publicidade

Preparamos o passo a passo completo para você saber como evoluir, de fato, no contrabaixo!

Aprimore seus conhecimentos dos grooves definitivamente! (Foto/Freepik)
Aprimore seus conhecimentos dos grooves definitivamente! (Foto/Freepik)
Foto: Cifra Club

Com o passar dos anos, a tendência é que o estudo de um instrumento precise ser mais pontual do que antes. Mesmo com a infinidade de vídeos e os quilos de PDFs disponíveis na internet, o estudo do baixo precisa ser revisto de tempos em tempos com muita atenção.

O fato é que chega uma hora que todo mundo fica meio estagnado no instrumento, perdido entre os variados assuntos que envolvem o mundo dos graves. O que deve ser estudado? Ritmo? Levada? Repertório? Técnica?

10 dicas definitivas para evoluir no baixo

Diante desses e outros dilemas enfrentados pelos contrabaixistas, separamos 10 dicas para ajudar você a se desenvolver melhor no instrumento. Muita gente pode até saber como tocar baixo, mas aprender a dar continuidade nos estudos não é nada fácil. Portanto, confira agora o passo a passo de como evoluir no contrabaixo:

1. Ouvir

Muita gente acredita que o estudo da música acontece apenas quando estamos diante do instrumento. Ledo engano! O estágio da execução é o último momento do músico e o primeiro da plateia.

Por isso, o contrabaixista deve ouvir muita música antes de pegar no instrumento, porque é ali que o estudo começa. Ouvir atentamente tudo que a música pode oferecer. Desde sua forma, passando pelo ritmo e harmonia, até chegar no timbre. Tudo isso é um aprendizado enorme!

2. Praticar

Assim como a bateria, o contrabaixo é um instrumento que exige muita precisão muscular e força física. Além disso, os dedos devem estar muito bem alinhados para que o esforço seja mínimo ao tocar. Quem nunca passou um tempo sem praticar e quando plugou o instrumento encontrou surpresas desagradáveis?

Sendo assim, pratique todos os dias! Não deixe de pegar o baixo um dia se quer. Mesmo que você não tenha muito tempo para estudar todos os dias, essa relação física com o instrumento é muito importante.

3. Arriscar

Grande parte da sensação de estagnação pode vir da falta de novidades. Tocar sempre o mesmo repertório pode causar grande desânimo aos baixistas. Ainda mais em um instrumento que oferece, literalmente, a base das músicas como o contrabaixo. 

Por isso, arrisque-se em outros estilos! Procure músicas novas para tocar e aprenda grooves de gêneros que você pouco conhece. Além dessa ser uma das melhores formas de estudar música, você descobre bandas e artistas sensacionais.

4. Experimentar

A relação com o instrumento é algo extremamente pessoal. Há quem passe anos com o mesmo modelo e não abra mão de tocar com aquele contrabaixo. O carinho que desenvolvemos com esse "pedaço de pau e cordas" é, no mínimo, curioso.

Porém, esse carinho e cuidado podem prejudicar você. Portanto, procure experimentar outros instrumentos diferentes do seu. Outros modelos e marcas podem fazer muita diferença no conforto e execução, além de proporcionar outros timbres que talvez você ainda não conheça.

5. Dividir

Nossa rotina está cada vez mais atribulada. Agendas e compromissos parecem nunca ter fim. Mas o prazer de tocar um instrumento é algo que poucas pessoas no mundo têm. Portanto, procure sistematizar ao máximo o seu estudo, pois isso vai economizar bastante tempo e energia.

Então, divida seu tempo! Pratique poucos minutos por dia, mas procure relacionar vários assuntos sob um mesmo ponto. Dez minutos de pizzicato, mais cinco minutos de slap ou qualquer outra técnica de baixo são mais do que suficientes para você evoluir no contrabaixo.

6. Solar

O contrabaixo é, por vezes, um instrumento destinado à base das músicas. No entanto, essa função pode ser meio desanimadora. Por mais que existam solos de baixo, a incumbência da base é sempre nossa.

Dessa maneira, procure tocar solos de outros instrumentos no baixo. Esse tipo de estudo aumenta muito seu repertório de frases e licks. Sem contar que sua articulação vai atingir outro nível depois que você estudar dessa maneira.

7. Harmonizar

Ainda com a ideia anterior, a função da base e a execução da tônica ficam sempre por conta do baixista. Apesar de existirem maneiras de harmonizar uma música no contrabaixo, essa função sempre fica à cargo do violonista ou do tecladista da banda.

Desse modo, procure aprender a tocar instrumentos harmônicos. Mesmo que seja de maneira pouco sistemática, o estudo de violão, piano ou teclado faz muito bem ao baixista. Aprender alguns acordes transformam bastante a nossa maneira de tocar!

8. Jogar

Uma das traduções mais felizes do termo "tocar" está no inglês. O "play" deveria estar mais próximo da nossa prática diária. "Bater uma bolinha" com diferentes jogadores musicais aumenta bastante a nossa experiência como instrumentista.

Sendo assim, procure tocar com pessoas que estejam em diferentes níveis. Se for tocar com alguém menos experiente, você precisa coordenar e delegar funções. Se o contrário acontecer, sua habilidade de ouvir o outro será posta em prática.

9. Click

A vontade de plugar e sair tocando o que der na telha é muito grande. No entanto, esse tipo de prática pode acabar atrapalhando os seus estudos.

Nesse sentido, estude sempre com um metrônomo! Por mais que o barulhinho do click seja desagradável, essa é a única maneira de aprimorar seus estudos. Afinal, estamos falando de uma ferramenta de precisão musical.

10. Divertir

Sistematizar o estudo, praticar todos os dias com o metrônomo, tocar com outras pessoas etc. são pontos realmente importantes para a evolução no contrabaixo. Estudar de qualquer jeito não leva ninguém a lugar nenhum.

Mas se o principal não estiver presente, nada disso terá efeito. Portanto, divirta-se! Não adianta executar com precisão milimétrica ou tocar todos os solos do mundo se a diversão não estiver presente. Qualquer estudo sem diversão está com os dias contados.

Evolua no baixo com o Cifra Club Academy

Todas as dicas aqui selecionadas foram pensadas para você saber como evoluir no contrabaixo. Desde a sistematização do seu tempo até a execução de solos de outros instrumentos farão de você um baixista melhor.

Porém, nenhuma dica substitui o professor! O olhar atento de um profissional disposto a contribuir com a sua formação é sempre bem vindo. Por isso, os cursos do Cifra Club Academy contam com excelentes professores prontos para ajudar você no ponto que mais lhe dói. Aproveite a nossa plataforma de ensino online de qualidade e corre lá!

The post Como evoluir no contrabaixo? Estude da forma correta appeared first on Cifra Club.

Cifra Club
Publicidade
Publicidade