PUBLICIDADE

Roteiro de filme de Alec Baldwin não previa disparo de arma

Baldwin matou por acidente uma diretora de fotografia quando a arma, carregada com munição letal, foi disparada no set de filmagem

17 nov 2021 18h13
| atualizado às 19h28
ver comentários
Publicidade

Uma integrante da equipe que trabalhava no filme 'Rust' no mês passado disse em uma ação judicial que em nenhum momento o roteiro previa o disparo de uma arma durante um ensaio de cena com o ator Alec Baldwin, de acordo com a publicação Hollywood Reporter. 

Baldwin matou por acidente uma diretora de fotografia quando a arma, carregada com munição letal, foi disparada no set de filmagem. 

O ator Alec Baldwin no set de filmagem de 'Rust'
O ator Alec Baldwin no set de filmagem de 'Rust'
Foto: Reprodução/Instagram/Alec Baldwin / Estadão

O processo foi aberto na cidade norte-americana de Los Angeles nesta quarta-feira por Mamie Mitchell, supervisora de roteiro do faroeste de baixo orçamento que estava sendo gravado no Novo México, e menciona Baldwin e os produtores do filme.

Mitchell alega ter sofrido inflição intencional de distúrbio emocional e inflição deliberada de dano, noticiou a Hollywood Reporter nesta quarta-feira, citando uma cópia dos documentos judiciais que obteve.

Trata-se do segundo processo aberto em reação ao incidente fatal. Autoridades de Santa Fé ainda estão investigando, e nenhuma acusação criminal foi registrada.

O processo disse que o roteiro pedia três closes de câmera para a cena: um dos olhos de Baldwin, outro de uma mancha de sangue e um terceiro do torso do ator "enquanto ele alcançava o coldre com a mão direita e retirava a arma. Não havia nada no roteiro sobre a arma ser disparada pelo acusado Baldwin ou por qualquer outra pessoa", diz o processo.

Não foi possível contatar Baldwin ou os produtores do filme de imediato para obter comentários.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade