7 eventos ao vivo

Marquezine: "Me tornei feminista e me torno cada vez mais"

Em entrevista para a revista 'GQ Portugal', atriz fala sobre autoconhecimento, assédio e relacionamento amoroso

22 jan 2019
14h13
atualizado às 14h38
  • separator
  • 9
  • comentários

Bruna Marquezine abriu o coração durante entrevista para a revista GQ Portugal. Além de estampar a capa da publicação, a atriz falou sobre assuntos que normalmente não aborda, como feminismo, assédio sexual na profissão e relacionamentos amorosos.

Bruna Marquezine
Bruna Marquezine
Foto: Instagram / @brumarquezine / Estadão Conteúdo

Na última semana, a atriz fez um tutorial de maquiagem para a revista americana Vogue e está ganhando os holofotes da mídia internacional. Para a publicação portuguesa, Bruna Marquezine falou sobre a descoberta do feminismo e como entende as questões relacionadas a ser mulher.

"Eu costumo dizer que eu me tornei feminista e que me torno cada vez mais. Porque eu não nasci feminista, não venho de um lar feminista, nem venho de um meio feminista. Mas, há alguns anos, poucos anos, eu venho me conscientizando. E venho vendo o quanto é importante, também por essa pressão dos homens, que eu preciso de me consciencializar (sic)", afirmou a atriz. Segundo ela, as mulheres também têm aprendido a serem mais 'intolerantes com o machismo'.

Sem mencionar o contexto ou citar nomes, Bruna Marquezine relata que já sofreu assédio no ambiente de trabalho, mas que não se deu conta da situação na ocasião. "Muitas vezes me senti desrespeitada, muitas vezes, no momento em que aconteceu, não percebi a gravidade daquilo que estava acontecendo, mas anos depois, já com entendimento, comecei a perceber quantas coisas eu tinha deixado passar. E o quanto essas coisas me feriram sem que eu percebesse", desabafou, lembrando que, em um set de gravação, a maioria dos profissionais é composta por homens.

A revista portuguesa também questionou sobre as idas e vindas do namoro de Bruna Marquezine e o craque Neymar. O casal terminou o namoro em outubro do ano passado. No reveillón, o jogador divulgou uma foto em que aparecia ao lado de mais de 20 mulheres.

"Para críticos de arte, um namoro com tanta exposição não é visto com bons olhos. E o que eu prezo é a arte. Mas eu jamais deixaria de viver algo, e não falo apenas de um relacionamento, eu jamais deixaria de fazer algo que quero, em que acredito, pensando somente na minha profissão", enfatizou. O último trabalho da atriz foi na novela Deus Salve o Rei, da TV Globo.

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • 9
  • comentários
publicidade