PUBLICIDADE

Justiça retém CNH e passaporte de Dado Dolabella por dívida de R$ 450 mil

Ator possui dívida referente ao aluguel de uma cobertura, onde ele morou até 2013

9 dez 2023 - 18h52
Compartilhar
Exibir comentários
Dado Dolabella
Dado Dolabella
Foto: Reprodução/Instagram

Uma decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou a retenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e do passaporte do ator Dado Dolabella, de 43 anos, por causa de uma dívida de R$ 450 mil. A dívida foi contraída pela falta de pagamento do aluguel de uma cobertura onde ele morou até 2013, quando foi despejado.

As informações são da coluna do jornalista Lucas Pasin, do UOL, e foram confirmadas pelo Terra. A assinatura é do juiz Alexandre de Carvalho Mesquita, da 4ª Vara Empresarial, do Rio, no último dia 5 de dezembro.

Em setembro, Dado foi intimado pelo Ministério Público a pagar a dívida ou fazer um acordo para quitar o valor em dez parcelas. Como não houve um acerto, a Justiça do Rio ordenou a retenção dos documentos.

O Terra tentou contato com Dado Dolabella, mas não teve retorno até o momento. O espaço segue aberto para manifestação.

Dívida

Dado Dolabella contraiu a dívida em 2013 por falta de pagamento de aluguéis de um apartamento de cobertura de 320m² no Recreio, na zona oeste do Rio de Janeiro. Em outubro deste ano, o valor da dívida aumentou para R$ 450 mil, em valores corrigidos. Atualmente, a dívida pode ser ainda maior.

De acordo com o jornalista do UOL, Dado somou mais de dez meses de aluguel atrasado até ser despejado. A dívida ainda não foi paga.

Não foram encontrados bens no nome do ator para garantir o valor da dívida, e, por isso, a Justiça optou por reter os documentos. A sentença de insolvência foi publicada no Diário Oficial da Justiça do Rio de Janeiro no dia 28 de setembro.

A insolvência civil é semelhante à falência, mas para pessoas físicas e jurídicas que não se caracterizam como empresárias. Ela é caracterizada por decisão judicial quando as dívidas são maiores que o patrimônio do devedor.

Agora, Dado Dolabella deve ter seus bens administrados por um credor, que a Justiça definiu como o advogado dele. Caberá a ele administrar possíveis bens e representar o devedor judicialmente.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade