PUBLICIDADE
AO VIVO
Paris é Delas: Atletas falam sobre longevidade e vaidade no esporte

Tom Bower, ator de "Os Waltons" e "Duro de Matar 2", morre aos 86 anos

Artista também interpretou o pai de Bob Odenkirk na série "Lucky Hank", exibida no ano passado

6 jun 2024 - 15h56
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/Tom Bower / Pipoca Moderna

O ator Tom Bower, conhecido por seus papéis em "Os Waltons" e "Duro de Matar 2", faleceu aos 86 anos em sua casa em Los Angeles. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Carreira no cinema e televisão

Bower trabalhou 15 anos como investigador particular antes de se dedicar à carreira artística.

Ele deu os primeiros passos fazendo aparições em várias séries, até ser escalado em 1975 para "Os Waltons".

Após uma breve aparição num episódio daquele ano, entrou no elenco regular da temporada seguinte, interpretando o Dr. Curtis Willard, que emprega Mary Ellen Walton (Judy Norton) como enfermeira. Ao longo dos capítulos, a relação dos dois evolui e eles acabam casando na série. Apesar disso, Bower acabou dispensado em 1978. Os roteiristas fizeram seu personagem morrer no ataque a Pearl Harbor, que marcou a entrada dos Estados Unidos na 2ª Guerra Mundial. Entretanto, quatro anos depois mudaram de ideia e o personagem retornou à trama, mas interpretado por outro ator.

Em uma entrevista de 2022, Bower explicou o que aconteceu nos bastidores. "Pedi um pequeno aumento, então me enviaram para Pearl Harbor," disse ele rindo. "Depois, quando decidiram trazer o personagem de volta, como se tivesse chegado à costa em algum lugar — o que eu não achava uma boa ideia, de qualquer forma — pedi o mesmo pequeno aumento… Eles simplesmente escalaram outro ator."

Com a saída de "Os Waltons", Bower trabalhou em vários projetos de TV e cinema, participando inclusive de filmes cultuados e blockbusters como "Juventude Assassina" (1986) e "Um Tira da Pesada 2" (1987), mas sempre em pequenos papéis. Ele voltou a se destacar em 1990 como o zelador Marvin, que ajuda John McClane (Bruce Willis) contra os terroristas de "Duro de Matar 2".

Depois disso, ainda interpretou o pai do 37º presidente dos EUA em "Nixon" (1995), de Oliver Stone, e o pai de Nicolas Cage em "Vício Frenético" (2009), de Werner Herzog. Também atuou em "Coração Louco" (2009) e "Tudo por Justiça" (2013), dirigidos por Scott Cooper, e em "Pollock" (2000) e "Appaloosa" (2008), de Ed Harris.

Seu último trabalho foi o papel do pai de Bob Odenkirk na série "Lucky Hank", exibida no ano passado no canal pago americano AMC.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade