PUBLICIDADE

Max cancela "As Garotas do Ônibus" após uma temporada

Drama político estrelado por atriz de "Supergirl" não terá continuidade na plataforma de streaming

25 mai 2024 - 08h23
(atualizado às 09h02)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/Max / Pipoca Moderna

A plataforma Max cancelou "As Garotas do Ônibus" (The Girls on the Bus), drama político que marcou a volta de Melissa Benoist para as séries após o fim de "Supergirl", após a exibição da 1ª temporada.

A série era inspirada no livro "Chasing Hillary", de Amy Chozick, que abordava a cobertura da campanha derrotada de Hillary Clinton para presidente. Mas a adaptação, desenvolvida por Julie Plec ("Legacies") e a própria Chozick, mudou a premissa para girar em torno de quatro jornalistas que cobrem uma eleição presidencial.

Curiosamente, Melissa Benoist também interpretava uma jornalista em sua identidade secreta como Kara Danvers em "Supergirl". "As Garotas do Ônibus" girava em torno de sua personagem, Sadie McCarthy, uma jornalista que largava tudo pela oportunidade de cobrir uma corrida presidencial para um jornal de prestígio. Após entrar em um ônibus de campanha política, Sadie forma laços com três competidoras, Grace (Carla Gugino, de "A Queda da Casa de Usher"), Lola (Natasha Behnam, de "Mayans MC") e Kimberlyn (Christina Elmore, de "The Last Ship"), e, apesar das diferenças, elas acabam se unindo nos bastidores pouco saudáveis da batalha pela Casa Branca.

O elenco de apoio ainda incluía nomes conhecidos como Scott Foley ("Scandal"), Mark Consuelos ("Riverdale"), Eric Stoltz ("Pulp Fiction"), Griffin Dunne ("This Is Us"), Brandon Scott ("Disque Amiga para Matar"), Hettienne Park ("Hannibal") e Jill Eikenberry ("LA Law").

Fim de uma jornada

Em comunicado, a Max agradeceu aos talentos envolvidos na produção. "Enquanto a Max não seguirá em frente com uma 2ª temporada de 'As Garotas do Ônibus', somos gratos por termos trabalhado com os imensamente talentosos Amy Chozick, Julie Plec, Rina Mimoun, assim como as equipes da Berlanti Productions e Warner Bros. Television. Estamos muito orgulhosos dessa poderosa história de família encontrada e da celebração do jornalismo, em todas as suas formas. Agradecemos a eles e ao nosso elenco inigualável por todo o incrível trabalho e colaboração".

Caminho turbulento até a estreia

A série enfrentou um longo percurso até chegar às telas. Inicialmente, foi encomendada pela Netflix em 2019, mas a plataforma desistiu do projeto após adiamentos na produção devido à pandemia. Em seguida, foi desenvolvida para o canal The CW em 2021, antes de finalmente ser aprovada pela Max (então HBO Max) com uma encomenda de série em 2022.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Publicidade