PUBLICIDADE

'O Menino e a Garça' é a principal estreia da semana nos cinemas; veja a lista completa

22 fev 2024 - 09h39
(atualizado às 11h56)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/Studio Ghibli / Pipoca Moderna

O anime 'O Menino e a Garça', que concorre ao Oscar 2024, o drama biográfico 'Ferrari' e o premiado filme brasileiro 'Levante' são os principais lançamentos desta quinta (22), que marca o começo da Semana do Cinema. A data promocional, que se estende até a próxima quarta (28), oferece ao público a oportunidade de assistir a uma variedade de filmes por apenas R$ 12. Além dos ingressos com preços reduzidos, os cinéfilos também podem aproveitar preços especiais nos combos de pipoca e refrigerante.

Uma variedade de filmes em exibição

Diversos cinemas participarão do evento, incluindo Cinemark, Cinépolis, UCI, Cinesystem, GNC, Moviecom, Arteplex, Cineart, Itaú Cinemas, Petra Belas Artes, Cine Marquise e Playarte. As sessões serão em 2D e em salas tradicionais, com a promoção não sendo válida para salas XD, IMAX ou VIPs.

Além das estreias, também fazem parte da promoção todos os filmes em cartaz, com destaque para outros indicados ao Oscar 2024, como 'Anatomia de uma Queda' e 'Pobres Criaturas', além de lançamentos recentes como 'Bob Marley - One Love', 'Madame Teia', 'Todos Menos Você' e 'Nosso Lar 2: Os Mensageiros'.

Democratizando o acesso ao cinema

A Semana do Cinema é uma iniciativa da Federação Nacional das Empresas Exibidoras Cinematográficas (Feneec) e tem como objetivo democratizar o acesso aos filmes. Desde a primeira edição do evento em setembro de 2022, a Semana do Cinema tem atraído um número crescente de pessoas às salas de cinema. Na última edição, em 2023, a promoção levou mais de 10 milhões de pessoas ao circuito cinematográfico nacional.

Confira abaixo os seis filmes que estreiam nesta Semana do Cinema.

O MENINO E A GARÇA

O aclamado animador Hayao Miyazaki, vencedor do Oscar por 'A Viagem de Chihiro' (2001), saiu da aposentadoria para criar uma última obra-prima e conquistar outra indicação ao prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos. Ambientada no Japão durante a 2ª Guerra Mundial, o filme segue o jovem Mahito, levado para o campo após a morte de sua mãe durante um bombardeio em Tóquio. Lá, ele se depara com uma garça cinzenta misteriosa que o conduz a um mundo mágico. Neste mundo, o tempo e o espaço são fluidos, permitindo ao garoto visitar diferentes épocas e lugares.

A jornada de Mahito neste mundo mágico, onde encontra uma variedade de personagens estranhos, é uma busca por respostas e compreensão. Ele está determinado a encontrar sua mãe e trazer alguma ordem para sua vida, que foi virada de cabeça para baixo pela guerra e pela perda. Ao longo de sua aventura, ele aprende a lidar com a mudança, o luto e a incerteza, enquanto também descobre mais sobre si mesmo e o mundo ao seu redor.

A história é uma reflexão sobre a vida, a morte e a aceitação, contada no estilo inconfundível de Miyazaki, o maior diretor vivo de animação. A produção incorpora diversos elementos que são marcas registradas em sua filmografia. A começar pelos protagonistas jovens, característica recorrente em suas obras. Mahito, o personagem principal, é um garoto que enfrenta desafios e amadurece ao longo da trama, um aspecto comum nas histórias de Miyazaki. A interação da humanidade com a natureza, a tecnologia e as guerras é outra constante em seus filmes. Além disso, a presença de seres fantásticos e excêntricos está alinhada à habilidade do cineasta em criar personagens memoráveis.

Visualmente, trata-se de uma obra de arte, repleta de imagens surrealistas e criaturas que variam de adoráveis a assustadoras, todas meticulosamente animadas. Mahito e seu guia, a garça, encontram rostos familiares e inimigos estranhos, incluindo um exército de periquitos devoradores de carne. A atenção aos detalhes é tão grande que o mundo animado parece incrivelmente real e vivido. As cenas de ação são intensas e emocionantes, enquanto os momentos mais tranquilos são belos e contemplativos.

5 motivos para ver 'O Menino e a Garça' nos cinemas 5 motivos para ver 'O Menino e a Garça' nos cinemas

FERRARI

A cinebiografia de Enzo Ferrari, o visionário fundador da renomada marca de automóveis Ferrari, é a mais nova incursão do diretor Michael Mann no mundo cinematográfico dos personagens masculinos obcecados. Reconhecido por suas narrativas intensas e meticulosas, como evidenciado em filmes como 'Fogo Contra Fogo' (1995) e 'O Informante' (1999), Mann retorna às pistas de corrida após produzir 'Ford vs. Ferrari' (2019), um drama adjacente.

'Ferrari' se passa num período anterior ao do filme oscarizado de James Mangold. A narrativa se concentra principalmente em 1957, um ano marcado por dificuldades financeiras para a empresa e conflitos pessoais para Enzo. O filme destaca a complexidade das relações pessoais de Enzo, incluindo seu casamento tumultuado com Laura Dominica Garello e seu relacionamento secreto com Lina Lardi, mas é principalmente uma reflexão sobre ambição, perseverança e busca pela excelência, temas recorrentes na filmografia de Mann.

Projeto de longa data, Mann começou a planejar sua realização por volta de 2000. Seu roteirista original, Troy Kennedy Martin ('Uma Saída de Mestre'), faleceu em 2009, Christian Bale desistiu do papel principal em 2016 e Hugh Jackman ficou 'negociando' substitui-lo por quatro anos, até supostamente dizer sim em 2020, só que não.

Quem estrela a produção é Adam Driver, que já demonstrou sua versatilidade em papéis que vão desde a trilogia 'Star Wars' até dramas intensos como 'História de um Casamento' (2019), que lhe rendeu indicação ao Oscar. O elenco também inclui Penélope Cruz ('Mães Paralelas') como a esposa e Shailene Woodley ('Big Little Lies') como a amante do empresário. Além disso, 'Ferrari' marca a estreia do brasileiro Gabriel Leone ('Dom') em Hollywood, no papel do piloto de corridas Alfonso de Portago.

LEVANTE

Exibido no Festival de Cannes e no Festival de Londres, o longa de estreia de Lillah Halla aborda a temática do aborto através da história de Sofia, uma jovem de 17 anos em ascensão no vôlei, diante de uma gravidez indesejada que coloca em risco seu futuro como atleta. O drama aumenta quando Sofia tenta interromper a gestação de maneira clandestina, já que aborto é criminalizado no Brasil, e se torna alvo de um grupo conservador decidido a expô-la.

O filme é abertamente pró-aborto e apresenta a busca de Sofia por uma solução para sua situação, enfrentando a oposição de fundamentalistas religiosos e a incompreensão da sociedade. Agoniada, ela recebe apoio da namorada e colegas de time.

A trama explora diversos temas importantes, como a pressão a que mulheres se sujeitam nos esportes e as citadas criminalização do aborto e ação agressiva do conservadorismo, além da sororidade na comunidade queer. O elenco diversificado inclui personagens negras, lésbicas, bissexuais e trans, refletindo a diversidade da juventude brasileira.

Com um elenco repleto de novos rostos, o longa destaca a expressiva Ayomi Domenica no papel principal, ao lado de nomes mais conhecidos. O pai de Sofia, interpretado por Rômulo Braga ('DNA do Crime'), também desempenha um papel importante na trama, apoiando a filha em sua decisão, assim como a técnica do time de vôlei, interpretada por Grace Passô ('Onde Está Meu Coração').

'Levante' acumula mais de uma dezena de prêmios, incluindo o Prêmio da Crítica no Festival de Cannes, Melhor Filme no Festival de Biarritz, Melhor Filme Ibero-Americano no Festival de Palm Springs, Melhor Filme no Mix Brasil e Melhor Direção no Festival do Rio.

CEDO DEMAIS

 

A comédia dramática brasileira gira em torno de Dora, interpretada por Thati Lopes ('Esposa de Aluguel'), que, após perder seu marido Narciso em um acidente, se vê no centro de uma disputa amorosa entre seus dois melhores amigos, André (Yuri Marçal, de 'Vale Night') e Lucas (Vitor Thiré, de 'Aruanas'). A disputa pelo coração de Dora, mesmo em meio ao luto (o 'cedo demais' do título), faz com que segredos surpreendentes sobre o passado de Narciso venham à tona, trazendo um elemento de surpresa à trama.

O marido é interpretado por Kayky Brito, que 'volta' aos cinemas após cinco anos. Seu último filme tinha sido outra comédia com Thati Lopes, 'Socorro, Virei uma Garota!' (2019). O detalhe é que o novo longa, dirigido por José Lavigne ('Casseta & Planeta - Seus Problemas Acabaram!!!'), foi realizado na mesma época de 'Socorro, Virei uma Garota!' e passou cinco anos em compasso de espera para chegar às telas. Ele foi rodado antes da pandemia e do acidente que envolveu Kayky Brito, e portanto não representa realmente um 'retorno' do ator, após sua recuperação. A produção conta ainda com participação especial de Theresa Amayo, que faleceu em 2022.

 

O JOGO DA MORTE

 

O terror egípcio foi lançado originalmente em 2020 pelo ator e diretor novato Alaa Morsy, e sua premissa parte do fenômeno do desafio do jogo Baleia Azul, que chocou o mundo há alguns anos por estar ligado à morte de vários adolescentes. No entanto, o filme falha espetacularmente em explorar o tema.

A trama começa com a morte de vários adolescentes e passa a acompanhar um grupo, que entra no jogo para entender o que está acontecendo. Só que eles também ficam presos no jogo, o que leva a mais mortes. Intercalada nessa história está uma subtrama de uma gangue que controla tudo, liderada por um chefe que usa maquiagem de Coringa.

O filme não tem consistência tonal, com atores fazendo piadas ao lado de corpos mortos, a cinematografia e o trabalho de câmera são inexistentes, e os personagens são caricaturas unidimensionais com pouca motivação. Assim como o jogo, é melhor passar ao largo de sua exibição para não correr o risco de se dar mal. Mas quem quiser arriscar uma morte horrível por tédio também pode esperar um pouco para sofrer em casa, porque em poucas semanas 'O Jogo da Morte' chega na Netflix.

DEMON SLAYER: KIMETSU NO YAIBA - TO THE HASHIRA TRAINING

 

O novo filme baseado no popular mangá shonen de Koyoharu Gotouge não é uma produção cinematográfica. Trata-se de uma compilação de episódios da série anime, que começou a ser exibida em 2019. A projeção inclui o último episódio do 'Arco do Vilarejo dos Ferreiros', que é o final da 3ª temporada, e o primeiro episódio do 'Arco do Treinamento Hashira', que é o início da 4ª temporada, ainda inédita. Este tipo de lançamento é comum em animes populares e serve como uma ponte entre as temporadas ou arcos da história. Isso permite que os fãs se lembrem de onde a última temporada terminou e se preparem para o novo arco em que Tanjiro começa seu treinamento para se tornar um membro dos Hashira, os guerreiros de mais alto nível do Demon Slayer Corps.

A trama é desdobramento da batalha em que Tanjiro Kamado danificou sua espada, tendo que viajar para a vila escondida dos ferreiros para consertá-la. O que deveria ser um descanso da luta se transforma rapidamente em um banho de sangue quando o local é atacado por dois demônios de alto escalão.

Ao contrário de 'Demon Slayer: Mugen Train - O Filme', que contava uma história completa e podia ser visto por qualquer pessoa sem familiaridade com os desenhos, a história do novo lançamento não é encerrada durante sua projeção. Além disso, sua compreensão depende de se acompanhar a série e ter chegado, pelo menos, próximo do final da 3ª temporada. Seu público alvo são os otakus que estão loucos para saber como começa a 4ª temporada, cuja previsão de estreia é para abril na plataforma Crunchyroll.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Publicidade