PUBLICIDADE

Como Madame Teia se tornou o filme mais odiado do ano?

Com uma recepção bastante negativa, filme é fruto de uma longa disputa entre Sony e Marvel.

14 fev 2024 - 16h49
Compartilhar
Exibir comentários
Madame Teia: como o filme se tornou um fracasso tão grande?:

“Vergonhoso", "patético" e "terrível" são apenas alguns dos adjetivos usados pelos espectadores que já assistiram Madame Teia, novo filme derivado do universo Homem-Aranha que hoje ocupa grande parte das salas de cinema no Brasil e no mundo.

Mas onde exatamente começa o efeito dominó que resultou nisso tudo?

Antes mesmo de ser lançado oficialmente, Madame Teia já circulava nos tablóides internacionais pela relação atípica de seu elenco em relação a seu lançamento - Dakota Johnson, por exemplo, chegou a dizer em entrevista à Variety que "não sabia mais o que estava filmando" devido a inúmeras mudanças no roteiro do filme.

Dá pra perceber.

Existe uma briga judicial envolvendo a Sony e a Marvel que já dura alguns anos pelo direito do Homem-Aranha e dos personagens derivados do Cabeça de Teia. Acordos já foram feitos, desfeitos, refeitos, e no momento o que acontece é que a Sony pode usar personagens do universo do Homem-Aranha, como Morbius e a Madame Teia, mas não pode conectá-los com o Universo Cinematográfico Marvel.

Ao que tudo indica, quando Madame Teia foi vendido para as próprias atrizes do filme, a notícia era de que elas fariam parte do Universo Cinematográfico Marvel, e essa teoria é reforçada pelo fato de que quando a Dakota Johnson e a Sidney Sweeney postaram sobre o filme pela primeira vez, elas marcaram a Marvel e a Disney, mas conforme as filmagens foram acontecendo, tudo que era relacionado ao MCU em si foi aos poucos sendo descartado.

Madame Teia é estrelado por Dakota Johnson e Sidney Sweeney.
Madame Teia é estrelado por Dakota Johnson e Sidney Sweeney.
Foto: Redação Entre Telas

Para completar, Dakota se demitiu da agência que cuidava de sua carreira - a WME - apenas uma semana após o lançamento do trailer de Madame Teia, o que levantou algumas suspeitas e teses no universo corporativo de Hollywood.

Mas o lançamento de Madame Teia traz também a forte presença de um denominador comum nisso tudo, a Sony Pictures, que também lançou Morbius, filme que foi recebido pelos espectadores da mesma maneira "calorosa" que Madame Teia.

No entanto, o fato de Morbius ser um fracasso absoluto da crítica foi algo que gerou certa “publicidade negativa” para ele, visto que muitas pessoas realmente foram ao cinema apenas para conferir se o longa era realmente tão ruim que parecia. O filme chegou a ser até relançado alguns meses depois para suprir a nova demanda.

Mas, enquanto a máquina corporativa de Hollywood continua gerando esse tipo de fenômeno, queremos saber sua opinião! O que você achou sobre Madame Teia? Gostou do filme? Não gostou? Deixe aqui seu comentário e não se esqueça de seguir o @terraentrete também nas redes sociais para acompanhar os conteúdos em tempo real.

Fonte: Ygor Palopoli
Compartilhar
Publicidade
Publicidade