PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Domingo de chuva: Saiba como foi o Doce Maravilha

17 ago 2023 - 11h27
Compartilhar
Exibir comentários

Com a curadoria de Nelson Motta, o festival Doce Maravilha tinha tudo para ser um dos grandes movimentos de 2023, e se analisarmos sob um ponto de vista artístico, de fato foi.

Promover encontros como Liniker e Péricles, trazer Caetano Veloso comemorando 50 anos de "Transa", João Gomes e Vanessa da Mata cantando clássicos em ritmo de piseiro, além claro de Marcelo D2, rimando "A procura da Batida Perfeita", 20 anos depois do seu lançamento, é de cravar o nome na história.

Nesse texto, vamos falar um pouco sobre como foi o segundo dia do Doce Maravilha, como parte da nossa série de coberturas, que em breve chega em vídeo também lá no nosso instagram e Tik Tok. Pega a visão.

Profissionais de base e infraestrutura

Antes de mais nada, é fundamental ressaltar o incrível trabalho dos profissionais de base que estavam presentes no Domingo. Com acesso a área de imprensa, pude presenciar uma das poucas vezes que fui tão bem recebido em um festival. Desde as "tias da limpeza", aos seguranças e bombeiros, vi uma disposição forte para entregar um trabalho de qualidade, amenizando o perrengue do público. Ponto positivo.

A infraestrutura do evento era incrível visualmente, com 2 palcos, sendo um para uma capacidade maior de público e o segundo menor, mas com espaços para descanso, rodeado de ativações do festival, traziam a sensação de conforto caso o pior acontecesse, e aconteceu. 

Chuva, muita chuva e ótimos shows

Do minuto em que cheguei até a entrada no Uber para a volta, não existiu um momento sequer que a chuva tenha diminuído, muito pelo contrário, ela aumentou, o que impossibilitou grande parte da equipe de fotógrafos entregarem um trabalho de ponta. 

Foto por: Marina Maux
Foto por: Marina Maux
Foto: AUR

Chegou um momento em que nem as capas de chuva sustentavam a chuva de inverno, e aqui, é importante observar um despreparo da própria logística do festival, que deveria entender mais sobre o inverno no Rio de Janeiro.

Foto por: Marina Maux
Foto por: Marina Maux
Foto: AUR

Nesse domingo de festa, Luccas Carlos e Hodari brilharam, cantando em palco menor, logo à tarde, trouxeram uma performance com direito à presença do BK' seu time e a produção de João Gomes, que faria um show logo em seguida no palco principal. 

Foto por: Marina Maux
Foto por: Marina Maux
Foto: AUR

E por falar dele, do nosso brabo, João Gomes entregou uma das melhores performances da noite, convocando Vanessa da Mata pro cara a cara, chegando junto no gogó com ela que é uma das maiores artistas nacionais, e a chuva continua. 

Os problemas começam na troca de horário entre o show de Caetano que seria antes do D2. O público estava literalmente embaixo da chuva, pisando na lama, esperando a lenda da Tropicália, até que temos o comunicado que Marcelo substituiria o artista naquele horário. 

Pra mim que colei no evento com o intuito de ver esse show clássico, foi positivo, mas era notável o ar de insatisfação da maioria do público fã do Caetano. De qualquer forma, o show aconteceu, D2 tirou onda trazendo toda sua família para o palco e rimando em seu formato clássico, foi foda. 

A partir daqui, a chuva já estava indigesta, meu time de fotografia e vídeo não podia colocar em risco seus equipamentos e víamos desistência de pelo menos 80% dos profissionais na área de imprensa, com razão.

Liniker e Péricles amassaram no set, confortando o público que estava desolado, com a possibilidade de desistência definitiva do Caetano e com a chuva. 

Mas eis que virando a noite, Caetano chega e consegue finalizar o evento, com atraso, mas com uma performance entregue, bem feita, com muita paixão. Definitivamente um dos maiores nomes da música brasileira na nossa frente. 

Foto por: Marina Maux
Foto por: Marina Maux
Foto: AUR

Pra fechar, Domingo no Doce Maravilha inovou artisticamente, entregou nos serviços de base e recepção ao público, mas pecou na logística, fato que trouxe engajamento negativo nas redes, e, colocamos aqui nosso agradecimento pelo convite, enquanto monto esse texto, esperando minha próxima nebulização. 

Até a próxima!

AUR
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade