2 eventos ao vivo

Pantera Negra: Marvel muda nome de vilão para evitar racismo

M'Baku é um dos antagonistas mais importantes na saga do Rei de Wakanda.

14 jul 2017
15h29
atualizado às 15h54
  • separator
  • comentários

Introduzido nos quadrinhos em Avengers #62 (Março de 1969), M'Baku é o líder da tribo das montanhas de Wakanda e um dos personagens mais importantes da saga do Pantera Negra. Por não concordar muito com o reinado de T'Challa, assume a posição de antagonista do Rei. Mas, em Pantera Negra, o filme, Ryan Coogler e sua equipe decidiram mexer em dois pontos cruciais do vilão: sua personalidade e, principalmente, seu nome.

Além de aprofundar M'Baku (Winston Duke) psicologicamente, tornando-o muito mais do que um simples vilão unidimensional, os cineastas chegaram à conclusão de que utilizar a alcunha de "Homem-Gorila" - como o personagem é conhecido nas HQs - seria um grande equívoco. Nate Moore, produtor executivo, explicou a situação em entrevista à Entertainment Weekly : " Nós não o chamamos de Homem-Gorila. Nós o chamamos de M'Baku. Ter um personagem negro vestido como um macaco traria inúmeras implicações raciais que seriam prejudiciais ".

A evidente problemática foi contornada facilmente pelos produtores, que ainda conseguiram encontrar uma forma de manter a essência de M'Baku. " O Homem-Gorila é um personagem problemático por diversas razões, mas a ideia por trás do personagem é realmente fascinante. Estamos trilhando uma linha tênue, mas acho que teremos sucesso ", afirmou Moore.

Segundo Moore, M'Baku será importante na trama do filme de Coogler por possuir uma ideologia diferente da do Rei, o que colocará os dois em estado de conflito político permanente.
Segundo Moore, M'Baku será importante na trama do filme de Coogler por possuir uma ideologia diferente da do Rei, o que colocará os dois em estado de conflito político permanente.
Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

Por isso, o vilão interpretado por Duke continua usando uma armadura similar à dos quadrinhos no longa, mas a máscara do gorila foi deixada para trás. Dessa forma, M'Baku foi distanciado de sua construção racista, mas a importância do animal em si para o antagonista foi mantida. Vale lembrar que o gorila é o símbolo da tribo do personagem, assim como a pantera é a criatura simbólica do clã de T'Challa (Chadwick Boseman).


Segundo Moore, M'Baku será importante na trama do filme de Coogler por possuir uma ideologia diferente da do Rei, o que colocará os dois em estado de conflito político permanente. Coestrelado por

Michael B. Jordan, Lupita Nyong'o, Danai Gurira e Daniel Kaluuya, Pantera Negra chega aos cinemas brasileiros no dia 15 de fevereiro.

Veja também:

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade