PUBLICIDADE

Camila Pitanga estreia 'Por Que Não Vivemos?'; veja mais opções de teatro

'Papa Highirte', com o Grupo Tapa, '(a) Tríptika Noite', da Cia Contumaz, e 'Sapathos', da Cia Os Zzzlots, também estreiam esta sexta, 20

20 mai 2022 05h10
ver comentários
Publicidade

'Por Que Não Vivemos?'

Com Camila Pitanga no elenco, a montagem da Companhia Brasileira de Teatro para a peça Por Que não Vivemos?, de Tchekhov, se passa em um lugar e época indefinidos para contar a história de Platonov, um aristocrata falido que, durante um grande festa, se reencontra com a jovem viúva Sofia. Esse encontro os faz reviver não só um amor de juventude, mas também grandes traumas de seu passado. A direção é de Marcio Abreu.

Estreia hoje (20). 6ª, 20h; sáb. e dom., 18h. Sesc Santo Amaro. R. Amador Bueno, 505, Santo Amaro. R$ 12/R$ 40. Até 12/6.

'Papa Highirte'

Encenada pelo Grupo Tapa, Papa Highirte, de Oduvaldo Vianna Filho, conta a fábula de um ditador populista de um país fictício sul-americano que deseja voltar ao poder a todo custo. Mergulhado nas lembranças do tempo em que comandava a nação, em que a tortura e o silenciamento da imprensa eram expedientes comuns, ele se dá conta que, na verdade, nunca passou de um fantoche nas mãos dos militares. O texto foi escrito em 1967/1968 e censurado à época. A montagem tem direção de Eduardo Tolentino de Araujo e conta com o ator Zé Carlos Machado no papel principal.

Estreia hoje (20). 6ª e sáb., 20h; dom., 18h. Galpão do Tapa. R. Lopes Chaves, 86, Barra Funda. R$ 40. Até 17/7.

'Sapathos'

A peça Sapathos, da Cia Os Zzzlots, discute temas da atualidade, como violência, preconceito, transfobia e racismo estrutural. Dividido em 18 cenas curtas, o espetáculo é baseado em recortes de jornais. O texto é de Sergio Zlontnic.

Estreia hoje (20). 6ª e sáb., 20h. SP Escola Teatro. Pça. Franklin Roosevelt, 210, Bela Vista. R$ 40. Até 25/6.

(a) Tríptika Noite

Inspirada no gênero Teatro do Absurdo, (a) Tríptika Noite, com a Cia Contumaz de Teatro, é composta por três histórias - Acossada, Parkour e Tatu - que se passam durante uma noite de carnaval. Todas elas têm como objetivo fazer submergir o que há de recluso na sociedade contemporânea. O texto e a dramaturgia são de Elton Helio.

Teatro Commune. R. da Consolação, 1.218, Consolação. Estreia hoje (20). 6ª, 21h; dom., 20h. R$ 40. Até 5/6.

Estadão
Publicidade
Publicidade