PUBLICIDADE

Personal e Gracyanne davam 'fugidinha' romântica duas vezes na semana: 'Comecei a gostar dela'

Gilson Oliveira detalhe relacionamento com a musa fitness e pressão de Belo para demití-lo

24 abr 2024 - 09h42
(atualizado às 09h46)
Compartilhar
Exibir comentários
Gilson Oliveira, personal
Gilson Oliveira, personal
Foto: @instagram

O personal Gilson Oliveira, de 42 anos, detalhou o relacionamento que teve com Gracyanne Barbosa, de 40. Segundo contou, eles ficaram juntos por seis meses, davam 'fugidinhas' românticas ao menos duas vezes na semana. Belo descobriu a traição e teria pedido a demissão do profissional. 

"Nunca ficou explícito, mas todos acreditavam que existia [algo entre eu e ela]. Tivemos um relacionamento. Acredito que durou de fevereiro até agosto. Não era nada por interesse financeiro", disse Gilson, acompanhado de seu advogado, Joabs Sobrinho, em entrevista ao ator Raul Gazolla no YouTube.

De acordo com o personal, tudo começou de forma descontraída. Ele, que nunca foi personal de Gracyanne, ajudava a gravar conteúdo dela para as redes, e isso os aproximou. Quando começaram a ficar, se encontravam romanticamente duas vezes na semana. Ao mesmo tempo, se viam todo dia na academia.

"Conforme o tempo foi passando, nosso contato na academia foi aumentando, por conta dos desafios, dos treinos, das coisas que a gente curte. E comecei a gostar dela, da pessoa que ela é, por ter um bom coração, sempre tratou todo mundo igual", disse ele.

O Gilson ainda explicou que não pode afirmar, mas acreditava que na época Gracyanne estava solteira, isso porque ela já se queixava há meses da relação e sua postura dava a entender que estava disponível. 

"Gracyanne sempre deixava isso transparecer que o casamento com Belo não ia bem e que ela estava como uma pessoa livre e feliz. E por ele ter a mesma característica física e gostar de malhar pesado, ela começou a se interessar e a se envolver também", completou Joabs Sobrinho, defensor do personal.

Quando Belo, que malhava na mesma academia, tomou ciência do caso, ele enviou o empresário para relatar o episódio à diretoria do estabelecimento, que decidiu por desligar Gilson. 

"O Belo fez pressão, o empresário foi lá e pediu a cabeça de Gilson, que foi demitido. Ele nunca foi personal dela. Isso tudo foi uma covardia", desabafou o advogado. O fisiculturista ainda complementou. "Nunca falei nada para ninguém sobre a gente. Isso tudo foi cruel, porque eu acabei sendo responsável por uma coisa [um amor] que já não existia. Já tem um bom tempo que eu não falo com a Gracyanne".

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade