PUBLICIDADE

Pai de Britney Spears é oficialmente suspenso da tutela da filha

Contador foi indicado temporariamente para cuidar das finanças

30 set 2021 09h41
| atualizado às 09h59
ver comentários
Publicidade

Após 13 anos, Jamie Spears foi suspenso oficialmente da tutela da filha, a cantora Britney Spears, na noite desta quarta-feira (29). A decisão da juíza da Corte Superior de Los Angeles, Brenda Penny, antecipa assim a medida que vigoraria, ao menos, até janeiro de 2022.

"A situação não é sustentável. Ela é realmente tóxica", diz um dos trechos da decisão judicial republicada pela mídia norte-americana. Temporariamente, a Justiça ainda determinou que o contador John Zabel substitua Jamie na questão da tutela de finanças, em medida que deve ser totalmente retirada em uma próxima audiência - que deve ocorrer em cerca de 45 dias.

Desde 2008, quando tinha 26 anos, Britney está sob a tutela do pai e não tem liberdade nenhuma sobre suas decisões - sejam pessoais, profissionais ou financeiras. A medida foi aplicada após a cantora sofrer um surto e precisar ser internada para cuidados em uma clínica.

No entanto, mesmo com a recuperação da artista, ela continuou sob a tutela. Há cerca de dois anos, um grupo de fãs começou a suspeitar que Britney fazia postagens em seu Instagram pedindo por ajuda e lançou o movimento #FreeBritney, que começou a chamar a atenção do mundo sobre a atual situação da cantora.

Por conta do barulho das redes sociais, o jornal "New York Times" foi atrás da história e fez um documentário, que apresentou com testemunhas e documentos a atual situação da artista, mostrando uma série de abusos - já que a tutela deveria ser para pessoas que não conseguem cuidar da própria vida, mas Britney fazia turnês e trabalhava normalmente.

Em junho deste ano, aos 39 anos, pela primeira vez, a cantora foi ouvida pela Justiça e apresentou um relato chocante.

Durante os 23 minutos que falou por telefone, Britney relatou que foi obrigada a trabalhar pelo pai, que foi drogada com remédios muito fortes pelos familiares e que seu pai a impediu de retirar o dispositivo intrauterino (DIU) quando ela quis ter um outro filho. "Eu só quero a minha vida de volta", disse chorando.

As revelações chocaram tanto que um grupo bipartidário no Congresso dos EUA iniciou a investigar a situação das pessoas que vivem no mesmo tipo de tutela que Britney.

Por conta da pressão, Jamie Spears apresentou à Justiça em 7 de setembro o pedido formal para deixar a tutela da filha. Segundo a defesa de Britney, que só pode contratar um advogado próprio neste ano, ele tentou um acordo milionário para sair da vida da filha.

Sem citar o caso, em sua conta no Instagram, Britney postou um vídeo em que aparece pilotando um pequeno avião dizendo "estar nas nuvens". .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade