PUBLICIDADE

Novo filme de Almodóvar vai inaugurar Festival de Veneza

Mostra acontece entre os dais 1º e 11 de setembro

19 jul 2021 08h04
| atualizado às 08h16
ver comentários
Publicidade

O filme "Madres paralelas" ("Mães paralelas"), de Pedro Almodóvar, vai abrir a 78ª edição do Festival de Veneza, que acontece entre os dias 1º e 11 de setembro.

Pedro Almodóvar com o Leão de Ouro honorário por sua carreira, em 2019
Pedro Almodóvar com o Leão de Ouro honorário por sua carreira, em 2019
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

O anúncio foi feito nesta segunda-feira (19) pela Bienal de Veneza, organizadora da mostra, e confirma o retorno do cineasta espanhol ao tapete vermelho do Lido dois anos após ter sido premiado com o Leão de Ouro honorário por sua carreira.

"Nasci como cineasta justamente em Veneza, em 1983. 38 anos depois, sou chamado a inaugurar a mostra. Não consigo expressar a alegria, a honra e o quanto isso representa para mim sem cair na autocomplacência. Sou muito grato ao festival por esse reconhecimento e espero estar à sua altura", disse Almodóvar.

Ele se refere à sua primeira participação no Festival de Veneza, em 1983, com "Maus hábitos", longa que não concorreu ao Leão de Ouro por ser considerado blasfemo.

Estrelado por Penélope Cruz, Aitana Sánchez-Gijón e Milena Smit, "Madres paralelas" conta a história de duas mulheres solteiras, Janis (Cruz) e Ana (Smit), que tiveram gravidezes não planejadas e se conhecem em uma maternidade pouco antes de entrar em trabalho de parto.

Enquanto a primeira é uma mulher de meia idade que não se arrepende da gestação, a segunda é uma adolescente assustada e traumatizada com a perspectiva de se tornar mãe.

Por meio de um comunicado, o diretor do festival, Alberto Barbera, afirmou que o filme é um "retrato intenso e sensível de duas mulheres que se medem com os temas de uma maternidade de efeitos imprevisíveis, da solidariedade feminina e de uma sexualidade vivida em plena liberdade e sem hipocrisias".

"Será um grandíssimo retorno a Veneza do nosso Leão de Ouro pela carreira em 2019", acrescentou Barbera. "Madres paralelas" será projetado em 1º de setembro, na Sala Grande do Palácio do Cinema, e concorrerá ao Leão de Ouro em 2021.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade