PUBLICIDADE

Hotéis na Argentina e Uruguai se recusam a receber Roger Waters

Músico britânico é criticado por posição pró-palestinos

14 nov 2023 - 09h46
(atualizado às 11h07)
Compartilhar
Exibir comentários

Dois hotéis de prestígio em Montevidéu, no Uruguai, se recusaram a receber o músico britânico Roger Waters, ex-integrante da banda lendária Pink Floyd, por suas críticas a Israel.

A decisão foi tomada após o cantor negar a responsabilidade do grupo fundamentalista islâmico Hamas pelos ataques de 7 de outubro, que deixaram mais de 1,4 mil mortos no território israelense.

Um show de Waters está previsto para ser realizado na capital uruguaia nesta sexta-feira (17), mas sua chegada ao país provocou duras reações em decorrência de suas posições políticas.

Segundo o jornalista Pablo Londinsky, da Rádio Azul, os hotéis Hyatt Centric e Regency recusaram as reservas feitas pela produção do concerto. Um terceiro hotel teria sido contatado para recepcionar o músico, apesar de ter recebido um pedido para também rejeitar a hospedagem.

Caso não consiga uma reserva, Waters poderá, portanto, ser obrigado a viajar diretamente para a Argentina, após seu show no Estádio Centenário. Entretanto, sua presença também já foi recusada em hotéis de Buenos Aires, como o Faena e o Alvear.

Recentemente, o fundador da banda Pink Floyd pediu para o governo israelense parar o "genocídio" contra o povo palestino. .

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade