3 eventos ao vivo

'A Caminho da Lua' mostra o poder da criatividade infantil

Nova animação da Netflix explora a persistência da protagonista Fei Fei para alcançar seus objetivos, como, por exemplo chegar à lua

21 out 2020
16h05
atualizado às 16h48
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Caminho da Lua explora o poder da criatividade infantil em uma animação cativante para toda a família. O filme conta a história de Fei Fei, uma menina que deseja fazer uma viagem espacial para provar que uma lenda, contada por sua mãe, é real.

A Caminho da Lua é a nova aposta da Netflix para tentar desbancar o império Disney das animações
A Caminho da Lua é a nova aposta da Netflix para tentar desbancar o império Disney das animações
Foto: Reprodução

A protagonista não é uma garota comum – não que ela tenha super poderes. Mas faz cair por terra a tese de que as meninas não têm aptidão para a ciência ou para a matemática. Fei Fei é mais uma heroína feminista. Decidida e cheia de atitude, facilmente poderia integrar o clube onde já estão Mulan, Merida e Moana. 

A animação tem elementos que podem cativar o público infantil e o público adulto. A começar pela premissa de que o principal sonho da garota, que é chegar à lua, vem da relação dela com a mãe, uma síntese de que a influência da família é fundamental para a construção da identidade da criança. Ou ainda a tradição em cultivar uma receita de bolinho da lua por várias gerações. 

Fei Fei usa toda a sua habilidade com ciências exatas para tentar chegar à lua
Fei Fei usa toda a sua habilidade com ciências exatas para tentar chegar à lua
Foto: Reprodução

O caráter lúdico da trama é o que deve deixar o público alvo verdadeiramente entretido: seja por causa das cores em excesso, por situações engraçadas nas quais Fei Fei vive ao lado do irmão emprestado ou pela trilha sonora. O filme é tão regado à música que até parece pertencer ao gênero musical.

Uma investida da gigante do streaming em chegar ao patamar da Disney no quesito animação, conforme planeja Reed Hastings, um dos fundadores e CEOs da Netflix. Não à toa, tem a direção de Glen Keane, premiado com o Oscar de Melhor Curta de Animação em 2018 por Dear Basketball. No currículo, o recém-chegado à Netflix acumula trabalhos em animações como A Bela e a Fera, A Pequena Sereia, Aladdin, Tarzan e Enrolados.

No Brasil, a música-tema de A Caminho da Lua é interpretada por Priscilla Alcântara, cantora gospel e ex-apresentadora do Bom Dia e Cia, no SBT. A artista disse, em entrevista exclusiva ao Terra, qual foi o maior desafio em interpretar uma personagem animada na principal música da trama. 

"Eu não podia cantar simplesmente como a Priscilla, como eu faço em um palco, como eu gravo as minhas músicas. Eu sou uma cantora pop, então a abordagem é diferente. Eu precisei me colocar na pele da Fei Fei e trazer isso para a entonação, para o som, para a fonética, para a música: do começo ao fim. Não é uma coisa de só cantar. É uma coisa de interpretar. Não é algo que eu faço no meu trabalho. Então, foi uma oportunidade de me realizar enquanto artista", disse a intérprete. 

Confira aqui a entrevista completa com Priscilla Alcântara:

Assista ao trailer da nova animação da Netflix:

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade